O ENIGMA DOS 144 MIL

OS 144 MIL DE ISRAEL ( Apocalipse 7: 4 a 8 ) – Enigma referente aos JUDEUS

OS 144 MIL GENTIOS ( Apocalipse 14: 1 a 5 )  –  Enigma referente aos GENTIOS

Como em muitas passagens da Bíblia, estas também, são duas passagens enigmáticas.

Não se trata de um número exato como mostrado, e sim, enigmático.

Para explicar estas Profecias faz-se necessário entender o seguinte:

Deus fala por Enigmas conforme Números 12: 8, logo, considerar os 144 Mil como uma quantidade exata é esquecer o que diz Números 12: 8 quando Deus diz que fala por Enigmas;

As Verdades Bíblicas não estão em ordens Cronológicas e Literais.

A Teologia é a Ciência dos Enigmas de Deus.

A Bíblia é o Livro Teológico que contem toda a Verdade, porém encoberta por Enigmas;

O nº 144 Mil simboliza uma expressão numérica que partindo de 12, multiplicou-se por 12 , por mil,  por milhares, e milhões ao longo do tempo, e, continua multiplicando-se, como Processo de multiplicação;

São dois mil anos do Período da Graça, de CRISTIANISMO de Salvação, e, considerar uma quantidade exata, em 144 mil, ao longo da História, não tem o menor sentido em quaisquer hipóteses ou circunstâncias, ou doutrina religiosa;

Os 144 Mil é uma forma enigmática de caracterizar simbolicamente todos os Salvos em Cristo Jesus, a partir dos 12 Apóstolos. Não se trata de uma quantidade exata, e sim, simbólica e representativa, envolvendo SALVOS em Cristo Jesus, tantos JUDEUS como GENTIOS (não Judeus)

Ex : 12 x 12 x mil ( milhares ) (milhões)

12 x 12 = 144 x mil ( milhares ) ( milhões )

Jesus chamou 12 Discípulos, sendo que 1 (um ) se perdeu.

–  Paulo foi chamado, na Estrada de Damasco, e tomou o lugar de Judas Iscariotes ( Atos 9: 1 a 30 );

–  O sorteio que os 11 Discípulos fizeram para escolher o substituto de Judas, não foi vontade de Deus, tanto é que MATIAS, o escolhido, não se destacou. ( Atos 1: 15 a 26 ) .

Estão evidentes duas expressões de 144 Mil – ( Apocalipses 7: 4 a 8 ) e ( Apocalipses 14: 1 a 5 )

Uma  refere-se aos JUDEUS ( Apocalipse 7: 4 a 8 ) e outra  refere-se aos GENTIOS ( Apocalipse 14: 1 a 5 ), isto é, demais povos Não Judeus

.OS 144 MIL REFERENTES AOS JUDEUS

APOCALIPSE 7: 1 a 8

7:1 E DEPOIS destas coisas vi quatro anjos que estavam sobre os quatro cantos da terra, retendo os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre a terra, nem sobre o mar, nem contra árvore alguma.

7:2 E vi outro anjo subir do lado do sol nascente, e que tinha o selo do Deus vivo; e clamou com grande voz aos quatro anjos, a quem fora dado o poder de danificar a terra e o mar,

7:3 Dizendo: Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que hajamos assinalado nas suas testas os servos do nosso Deus.

A partir do versículo 4 até  8, abaixo, não deixa dúvida que  está se referindo aos JUDEUS;

Detalhe significativo : “assinalado nas suas testas os servos do nosso Deus”  –  Este detalhe mostra a diferença entre a expressão “Deus” e a expressão “Pai” quando abordarmos os 144 Mil não Judeus.em Apocalipse 14: 1 a 5, mais adiante;

Os Judeus não aceitavam as palavras de Jesus quando se referia a Deus como PAI, desta forma podemos afirmar que todo este Capítulo refere-se aos JUDEUS, enigmaticamente;

7:4 E ouvi o número dos assinalados, e eram cento e quarenta e quatro mil assinalados, de todas as tribos dos filhos de Israel

.7:5 Da tribo de Judá, havia doze mil assinalados; da tribo de Rúben, doze mil assinalados; da tribo de Gade, doze mil assinalados;

7:6 Da tribo de Aser, doze mil assinalados; da tribo de Naftali, doze mil assinalados; da tribo de Manassés, doze mil assinalados;

7:7 Da tribo de Simeão, doze mil assinalados; da tribo de Levi, doze mil assinalados; da tribo de Issacar, doze mil assinalados;

7:8 Da tribo de Zebulom, doze mil assinalados; da tribo de José, doze mil assinalados; da tribo de Benjamim, doze mil assinalados.

DE TODAS AS TRIBOS DOS FILHOS DE ISRAEL (  Apocalipse 7: 4 )

A quantidade corresponde ao número de filhos de Israel ( doze )

Entretanto faltaram as Tribos de DÃ e EFRAIM,

Notou este detalhe enigmático?

PENSE NISSO

As Tribos de ISRAEL são em número de 12 (doze) e originaram-se dos 12 filhos de JACÓ :

Ruben, Simeão, Levi, Judá, Issacar, Zebulom, Gade, Aser, José, Benjamim, Dã, Naftali.( Gênesis 49: 1 a 28)

A Tribo de JOSÉ ficou caracterizada por seus dois filhos que nasceram no Egito : EFRAIM  e MANASSÉS, e, que constituíram duas tribos quando ocuparam a Terra Prometida, por herança, sendo que a Tribo de Levi não recebeu Herança em possessão de terras ( Josué 14: 4 );

Detalhe significativo: 12 Tribos ocuparam a Terra Prometida, enigmaticamente, conforme relação a seguir:

RUBENS, SIMEÃO, JUDÁ, ISSACAR, ZEBULOM, GADE, ASER, BENJAMIM, DÃ, NAFTALI, EFRAIM E MANASSÉS.

Detalhe significativo em Apocalipse 7: 1 a 8 está no fato de não serem citadas as Tribos de Efraim e Dã,POR QUÊ ???

O ANTICRISTO

O ANTICRISTO, ao que tudo indica, será um Judeu da Tribo de DÃ;

A Tribo de DÃ não foi extinta possuindo remanescentes e está presente na Região da Alta Galiléia, perto da fronteira com a Síria. O estabelecimento foi fundado em 1939. Um pouco mais ao norte fica o Tell El-Qadi, local do antigo estabelecimento. (Fonte: Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia – Editora Candeia/SP).

PRESTE ATENÇÃO na Profecia de Jacó para seu filho DÃ, em Gênesis 49: 17 e 18

17 = “Dã será serpente junto ao caminho, uma víbora junto à vereda, que morde os talões do cavalo, e faz cair o seu cavaleiro por detrás”

18 = “A tua salvação espero, ó Senhor!”

A Tribo de Dã, ao que tudo indica, não foi esquecida na relação das Tribos de Apocalipse 7: 1 a 8, mas sim, excluída profeticamente e enigmaticamente, pela sua conduta Idólatra, conforme Juízes 18: 14 a 31;

A Tribo de Dã foi a principal responsável pela Idolatria do Reino do Norte ( Israel ) ( Juízes 18: 14 a 31 ), e, que levou ao Juízo de Deus, pelo domínio e cativeiro dos Assírios ( 2ª Reis 17: 3 a 6 );

Um outro detalhe chama à atenção, caracterizado pelas palavras proféticas de JACÓ quando diz que Dã é serpente ; Serpente lembra a Satanás ( Apocalipse 12: 9 ) e profeticamente, o ANTICRISTO ( 2ª Tessalonicenses 2: 7 a 12 );

Tudo indica que o ANTICRISTO será um Judeu de origem da Tribo de Dã, vivendo anonimamente, em face da Profecia de Jacó;

“Caminho” : está relacionado com a Igreja de Cristo ( Atos 19: 23 );

 “Por detrás” : está caracterizado perseguição e traição; ( Daniel 9: 27 )

Tudo indica que Israel fará uma aliança com o ANTICRISTO, pelo fato de sua genealogia, durante a 1ª Metade da Grande Tribulação, quebrando esta Aliança a partir da 2ª Metade dos 7 anos que caracterizam a Grande Tribulação para Israel ( Daniel 9: 27 );

 “Tempo da angústia para Jacó” ( Jeremias 30: 4 a 9 )

“A tua salvação espero, ò Senhor!” (Gênesis 49: 18): não deixa dúvidas que JACÓ está falando do MESSIAS e a Salvação dos Judeus.

Detalhe significativo está no fato de Apocalipse 7: 1 a 8 citar o nome de JOSÉ e de seu filho Manassés, omitindo o filho EFRAIM, …POR QUE ???

PENSE NISSO:

A Tribo de EFRAIM sob a liderança de JEROBOÃO promoveu a Revolta que redundou na separação das 12 Tribos, ficando JUDÁ e BENJAMIM sob o Governo de ROBOÃO ( 2ª Crônicas 11: 12 ), e as 10 restantes sob o Governo de JEROBOÃO; ( 1ª Reis 12: 20 ) – Reino do Norte;

Do exposto podemos afirmar que não foi esquecimento a ausência de EFRAIM na relação de Apocalipse 7: 1 a 8, e sim, uma exclusão profética e enigmática, caracterizando um Juízo de Deus;

A Tribo de EFRAIM e DÃ foram excluídas da relação de Apocalipse  7: 1 a 8, por Juízo de Deus;

No lugar de EFRAIM, Deus colocou o nome de JOSÉ, seu pai, por direito e vontade de Deus ( Apocalipse 7: 8 );

No lugar de , Deus colocou o nome de MANASSÉS, por substituição ( Apocalipse 7: 6 );

Deus não é injusto e cruel a ponto de deixar os JUDEUS, de forma geral, da Tribo de EFRAIM e DÃ, fora, completamente e inexoravelmente, de Sua Salvação, conforme Apocalipse  7: 1 a 8;

A exclusão é uma forma enigmática, relacionada com as informações do estudo apresentado caracterizado pela quantidade 12 das Tribos e dos Apóstolos, e, tudo mais que o meu discernimento não alcançou;

A idéia enigmática é chamar à atenção para  12 Tribos dos Judeus, e, para os 12 Apóstolos Judeus;

Detalhe significativo: 12 Tribos foram relacionadas em Apocalipse 7: 1 a 8, apesar das substituições, enigmaticamente

O número 12 é uma quantidade enigmática e não tem nada relacionado com Numerologia, Cabala, Etc…por favor !!!

Eu estudo a Bíblia como um Livro Enigmático por Divina Excelência ( Números 12: 8 );

PRIMEIRA EXPRESSÃO ENIGMÁTICA = ( Apocalipse 7: 1 a 8 )

Os 144 Mil JUDEUS que são descriminados de forma exata, sendo 12 Mil de cada Tribo, não tem sentido lógico, mas apenas uma referência enigmática, mostrando que a partir dos 12 Apóstolos JUDEUS, o Evangelho alcançaria Judeus no mundo inteiro que se multiplicariam em milhares de todas as Tribos, tornando-se Judeus Cristãos, como já existem espalhados pelo Mundo e também em Israel.

Estão incluídos nesta passagem profética os Judeus que não apostatarão durante a Grande Tribulação, mantendo-se fiéis até a Batalha do Armagedom e a Volta do Messias, conforme a expressão em Apocalipse 7: 3 – …”os servos do nosso Deus”, e, a expressão em Apocalipse 7: 14 – …”Estes são os que vieram da grande tribulação…”

Meu embasamento está  reforçado pelo versículo 9 na mesma seqüência quando fala dos que estavam trajando vestidos brancos perante o Cordeiro, e, pelo versículo 14  que afirma terem eles vindo da grande tribulação e lavaram seus vestidos e os branquearam no sangue do Cordeiro, enigmaticamente; Não deixa dúvidas que se trata de Judeus Judaizantes convertidos ao Cristianismo durante a Grande Tribulação (Apocalipse  7: 14 );

DETALHE ENIGMÁTICO: Judeus Salvos perante o Cordeiro não deixa dúvida de que são Discípulos a partir dos 12 Apóstolos, logo, os 144 Mil referem-se a Judeus Cristãos convertidos a partir dos 12 Apóstolos;

Enigmaticamente, está  tratando de JUDEUS envolvendo o CORDEIRO ( JESUS ), numa demonstração clara de JUDEUS convertidos ao cristianismo;

Algo extraordinário vai acontecer durante e principalmente no final da Grande Tribulação referente aos JUDEUS em relação ao CORDEIRO – JESUS – ( MESSIAS ), conforme Profecias  ( Apocalipse 1: 7 ) ( Zacarias 12: 10 )

Apocalipse

1:7 Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém.

“até os mesmos que o transpassaram” se refere PROFETICAMENTE a NAÇÃO de Israel, e, não às pessoas que o crucificaram, logicamente;

Israel ficou, até 14/05/1948,  disperso pelo Mundo cerda de 2000 mil anos, e agora está esperando o Messias para o cumprimento da profecia de Apocalipse 1: 7 e Zacarias 12: 10.

Zacarias

12:10 Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e pranteá-lo-ão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.

CONTINUAÇÃO DE APOCALIPSE 7:

7:9 Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos;

Neste ponto faz-se necessário lembrar que existem JUDEUS espalhados por diversas Nações, Tribos, Povos e Línguas, no Mundo, e, lembrar que todo o Capítulo refere-se a JUDEUS, enigmaticamente;

Não esquecer que são dois mil anos a partir dos Apóstolos, em relação à Salvação em Cristo Jesus, para uma quantidade inexpressiva de 144 mil.; É MUITO TEMPO E MUITA HISTÓRIA – que ainda não terminou !

7:10 E clamavam com grande voz, dizendo: Salvação ao nosso Deus, que está assentado no trono, e ao Cordeiro.

7:11 E todos os anjos estavam ao redor do trono, e dos anciãos, e dos quatro animais; e prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram a Deus,

7:12 Dizendo: Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ação de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, para todo o sempre. Amém.

7:13 E um dos anciãos me falou, dizendo: Estes que estão vestidos de vestes brancas, quem são, e de onde vieram?

7:14 E eu disse-lhe: Senhor, tu sabes. E ele disse-me: Estes são os que vieram da grande tribulação, e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro;

Como trata-se de Judeus e o Cordeiro (Jesus), logo, haverá SALVAÇÃO de Judeus durante a Grande Tribulação.

.  7:15 Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu templo; e aquele que está assentado sobre o trono os cobrirá com a sua sombra.

7:16 Nunca mais terão fome, nunca mais terão sede; nem sol nem calma alguma cairá sobre eles.

7:17 Porque o Cordeiro que está no meio do trono os apascentará, e lhes servirá de guia para as fontes das águas da vida; e Deus limpará de seus olhos toda a lágrima.

RECAPITULANDO OS 144 MIL REFERENTES AOS JUDEUS:

O Enigma dos 144 Mil,  está no fato de ser uma quantidade que tem o 12 como base de expressão matemática. Isto começou com Jesus – o Cordeiro , logo, trata-se  dos Judeus convertidos ao Cristianismo, A PARTIR DOS 12 APÓSTOLOS, conforme explicado no início.

Precisa ficar entendido que Deus exemplificou através de duas expressões enigmáticas de 144 Mil, sendo uma para os JUDEUS e outra para os GENTIOS ( não Judeus ), o quanto são importantes tanto um como o outro, no PLANO DE SALVAÇÃO.

OS 144 MIL REFERENTES AOS NÃO JUDEUS – GENTIOS CRISTÃOS

APOCALIPSE 14: 1 A 5

14:1 E OLHEI, e eis que estava o Cordeiro sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que em suas testas tinham escrito o nome de seu Pai.

Detalhe significativo : “que em suas testas tinham escrito o nome de seu Pai”  Este detalhe mostra  que se trata da forma como Jesus se referia a Deus, logo, não deixa dúvida que está relacionado com Gentios Cristãos.

Os Judeus não aceitavam as palavras de JESUS quando se referia a Deus como Pai; Este é um significativo detalhe diferenciador entre  Apocalipse 7: 3  ( Judeus ) e Apocalipse 14: 1 ( Gentios Cristãos ).

Apocalipse 7: 3 ( referentes aos Judeus explicado anteriormente )

7:3 Dizendo: Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que hajamos assinalado nas suas testas os servos do nosso Deus.

Apocalipse 14: (continuação)

14:2 E ouvi uma voz do céu, como a voz de muitas águas, e como a voz de um grande trovão; e ouvi uma voz de harpistas, que tocavam com as suas harpas.

14:3 E cantavam um como cântico novo diante do trono, e diante dos quatro animais e dos anciãos; e ninguém podia aprender aquele cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil que foram comprados da terra.

14:4 Estes são os que não estão contaminados com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes são os que dentre os homens foram comprados como primícias para Deus e para o Cordeiro.

14:5 E na sua boca não se achou engano; porque são irrepreensíveis diante do trono de Deus.

ATENÇÃO para o detalhe referente ao CORDEIRO em ambos Capítulos de Apocalipse 7: 1 a 17 e Apocalipse 14: 1 a 5. Preste atenção que o Cordeiro é Jesus, logo, trata-se de Salvos, tanto de Judeus como de Gentios, a partir dos 12 Apóstolos;

Apocalipse 7: 17

7:17 Porque o Cordeiro que está no meio do trono os apascentará, e lhes servirá de guia para as fontes das águas da vida; e Deus limpará de seus olhos toda a lágrima.

14:1 E OLHEI, e eis que estava o Cordeiro sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que em suas testas tinham escrito o nome de seu Pai.

SEGUNDA EXPRESSÃO ENIGMÁTICA = ( Apocalipse 14: 1 a 5 )

Os 144 Mil que foram comprados da Terra, devidamente identificados, referem-se aos   GENTIOS CRISTÃOS ( demais povos não Judeus );

COMPRADOS DA TERRA quer dizer comprados com o Sangue de Jesus;

Como explicado para os Judeus, trata-se de uma Profecia enigmática :

144 Mil é uma expressão numérica que partindo de 12, multiplicou-se por 12 , por mil, por  milhares, e milhões ao longo do tempo, e, continua multiplicando-se, como Processo de Multiplicação;

Ex : 12 x 12 x mil (milhares ) (milhões)…

O termo especificando que não se contaminaram com mulher é uma referência especial para uma parcela de Cristãos SALVOS que não foram FORNICÁRIOS, e NÃO que mulher contamina, logicamente. Trata-se, enigmaticamente, de pessoas especiais que se consagraram durante a vida  em Cristo;

REFLITA nas afirmações de JESUS em Mateus 19: 12, e do Apóstolo Paulo em 1ª Coríntios 7: 7 a 9

Mateus 19:

19: 12 “Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o”. – palavras de Jesus

1ª  Coríntios 7: 7 a 9 – palavras do Apóstolo Paulo:

7:7 Porque quereria que todos os homens fossem como eu mesmo; mas cada um tem de Deus o seu próprio dom, um de uma maneira e outro de outra.

7:8 Digo, porém, aos solteiros e às viúvas, que lhes é bom se ficarem como eu.

7:9 Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se.

FORNICAÇÃO : Somente quem não consegue dominar plenamente este impulso e prática sexual, sabe avaliar a afirmação da referência em questão, sobre os considerados PRIMÍCIAS.

Toda esta passagem Bíblica de Apocalipse 14: 1 a 5 mostra que os 12 Apóstolos, que eram Judeus, converteram ao cristianismo, PELO DISCIPULADO, além de JUDEUS conforme Apocalipse 7: 4 a 8, também NÃO JUDEUS (Gentios), que multiplicaram-se, isto é, os 12 ganharam, não Judeus (Gentios ), que multiplicaram-se em MILHARES (MILHÕES ); e continuam multiplicando-se.

DETALHE ENIGMÁTICO E DIFERENCIADOR DE APOCALIPSE  14: 4 –  “ESTES”

14:4 Estes são os que não estão contaminados com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes são os que dentre os homens foram comprados como primícias para Deus e para o Cordeiro.

“Estes são os que não estão contaminados com mulheres; porque são virgens”

“Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá”.

“Estes são os que dentre os homens foram comprados como primícias para Deus e para o Cordeiro”

A terceira afirmação está  concluindo que as duas primeiras são consideradas PRIMÍCIAS para Deus, num dos mais lindo SILOGISMO TEOLÓGICO;

O tratamento para os Salvos nessas circunstâncias é de uma grandeza incomensurável, somente comparada com os MÁRTIRES citados de forma clara em Apocalipses 7: 9 a 16.

MÁRTIRES : todos os que ao longo da História foram sacrificados mortalmente por amor ao Evangelho e a Jesus, como os sacrificados pelos Romanos, bem como, Missionários sacrificados em países não cristãos, entre TANTOS outros exemplos, e, os que na Grande Tribulação serão sacrificados por NÃO usar o Sinal da Besta ( Apocalipse 13: 15 ) ( Apocalipse 20: 4 ).

Apocalipse 13: 15

15 E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta.

Apocalipse 20: 4

4 = E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos.

Sobre o Sinal da Besta ver o Artigo “O PROFÉTICO E ENIGMÁTICO SINAL DA BESTA”, no Site

RECAPITULANDO APOCALIPSE  14: 1 a 5  ( Gentios Cristãos)

O Enigma está no fato de 144 Mil representarem uma quantidade múltipla de 12 envolvendo GENTIOS (NÃO JUDEUS) Salvos em Cristo que têm nos 12 Apóstolos o princípio discipulado e Teológico da Salvação;

– Deus  colocou duas situações  envolvendo SALVAÇÃO de Judeus e Gentios com quantidades exatas e iguais;

– Estas duas enigmáticas quantidades são iguais em 144 MIL

– Trata-se de 144 Mil Judeus ( Apocalipse 7: 4 a 8 ) e 144 Mil não Judeus ( Gentios ) ( Apocalipse 14: 1 a 5 );

– Chama à atenção o fato do número 144 ser um múltiplo de 12, isto é, 12 x 12 = 144;

– Trata-se, evidentemente, de um ENIGMA envolvendo uma expressão matemática com dados exatos, mas enigmaticamente indefinida, isto é, 12 x 12 x mil ( milhares ) ( milhões ) …;

– Não tem sentido que Deus tenha estabelecido duas quantidades EXATAS para o propósito da Salvação em Cristo Jesus, tanto para JUDEUS, como para GENTIOS, em quaisquer hipóteses ou circunstâncias, ou doutrina religiosa; mas sim, uma EXPRESSÃO enigmática conforme Números 12: 8 que diz sobre o fato de Deus se expressar por Enigmas.

O detalhe enigmático da afirmação, em Apocalipse 7: 9, de uma grande multidão que ninguém podia contar de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, é a resposta para ambas expressões enigmáticas de 144 mil em Apocalipse 7: 4 e Apocalipse 14: 1, e contextualizada com Apocalipse 14: 6.

Apocalipse 7: 4

7:4 E ouvi o número dos assinalados, e eram cento e quarenta e quatro mil assinalados, de todas as tribos dos filhos de Israel ( referentes aos Judeus )

Apocalipse 7: 9

7:9 Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos; ( referente aos Judeus )

Apocalipse 14: 1

14:1 E OLHEI, e eis que estava o Cordeiro sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que em suas testas tinham escrito o nome de seu Pai. ( referente aos não Judeus – Gentios ).

Apocalipse 14: 6

14: 6 “E vi um Anjo voar pelo meio do céu, e tinha a evangelho eterno, para proclamar aos que habitam a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo”; ( referente aos Gentios )

Preste atenção que o texto, em Apocalipse 7: 9, afirma que ninguém podia contar – pela quantidade enumerável – logo, trata-se de uma afirmação ENIGMÁTICA de Apocalipse 7: 4 e Apocalipse 14: 1 que contextualizam com Apocalipse 14: 6 sobre o Evangelho Eterno proclamado aos que habitam sobre a Terra, e a toda a Nação, e Tribo, e Língua. E Povo;

Ninguém podia contar, logo, 144 mil é uma expressão enigmática e indefinida tanto para JUDEUS como para NÃO JUDEUS ( GENTIOS );

Romanos 9: 24

“…os quais somos nós, a quem também chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios ? ”

Diante do CORDEIRO, na ETERNIDADE, e, a partir dos 12 Apóstolos, FICA EVIDENTE que tanto JUDEUS ( Apocalipse 7: 4 e 9 ), como, GENTIOS ( Apocalipse 14: 1 ), todos são Co-Herdeiros com Cristo Jesus ( Apocalipse 1: 6 ) – ( No Reino Celestial );

APOCALIPSE 1: 6

“E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai: a ele glória e poder para todo o sempre”

“PARA DEUS” = referentes aos Judeus ( enigmaticamente ), conforme explicado inicialmente em Apocalipse 7: 3,

“E SEU PAI” =  referentes aos não Judeus ( enigmaticamente ), conforme explicado inicialmente em Apocalipse 14: 1;

PARA REFLEXÃO :

Quem já participou de Marketing de Rede entende como funciona esse Processo;

Segundo comentários o Marketing de Rede foi idealizado por Evangélicos e inspirados no processo multiplicador do discipulado cristão;

Na vida Secular o Trabalho Multiplicador de Rede nem sempre funciona, mas por COMPARAÇÃO, na Obra de Deus funciona;

O Apóstolo Paulo caracterizou em uma frase o Trabalho Multiplicador na Obra de Deus, comparado de minha parte,  ao Marketing de Rede,  ao afirmar :

“Porquanto , para mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro” – em outras palavras – o viver é ganho em Cristo, e o morrer é lucro;( Filipenses 1: 21 );

Melhor explicando:

Em vida nós trabalhamos para o Processo da Salvação, pelo Espírito Santo;

Cada vida que conseguimos Evangelizar nesse Processo redunda em ganho espiritual em “multiplicação” , sempre aumentando; ( Ide ) ( fazei Discípulos );

Todo esse Trabalho  resulta em “Tesouro no Céu” como Prêmio” e “Galardão”, para todos os seguimentos do Processo Multiplicador, segundo a Justiça de Deus;

Para um melhor entendimento o Apóstolo Paulo e os demais Apóstolos são  ganhadores de Almas – em “multiplicação” –  pois, todos os que hoje são Cristãos ( Crentes ), de alguma forma, resultam em BÊNÇÃOS (lucro) (Tesouro no Céu ) para Eles, no Céu, segundo tudo o que fizeram  inicialmente no Evangelho,  sempre aumentando, e, segundo a Onisciente Justiça de Deus;

O MORRER é lucro, para quem ganhou Almas em Vida, principalmente quando esses ganham outros, sucessivamente.

Todo esse processo será  conhecido e reconhecido, pela ONISCIÊNCIA de Deus, no Reino Celestial em forma de “Tesouro no Céu”, “Prêmio “ e “Galardão”;

Posso não estar sendo claro em detalhes, mas creio estar sendo claro no conteúdo.

– Querer interpretar a Bíblia literalmente é o mesmo que querer interpretar literalmente um Enigma.

A DESCENDÊNCIA DE ISMAEL E O ENIGMA DOS 144 MIL

A ausência dos Mulçumanos, como descendência Profética de Abraão, no Enigma dos 144 Mil, só  tem explicação Teológica pelo fato de que os JUDEUS estão esperando o MESSIAS  e se converterão com o Seu aparecimento no Final da Grande Tribulação ( Eles verão aquele que transpassaram ) ( Zacarias 12: 10 ) ( Apocalipse 1: 7 );

Os Mulçumanos não estão esperando nenhum MESSIAS por força de divergências Teológicas cujo princípio está no desentendimento de SARA e HAGAR e a “RIXA” entre ISMAEL e ISAQUE, conforme Gênesis 16: 1 a 14 e Gênesis 21: 19; Ver o Enigma do Judaísmo, Islamismo, Cristianismo, no Site;

Desta forma o comportamento dos Mulçumanos durante a Grande Tribulação é uma incógnita;

Biblicamente não existe nenhuma referência Profética e Escatológica que explique como JESUS – O MESSIAS – citado no Alcorão será reconhecido e recebido pelos Mulçumanos, após a Grande Tribulação:

3ª SURATA: 45 – MESSIAS

45 E quando os anjos disseram: Ó Maria, por certo que Deus te anuncia o Seu Verbo, cujo nome será o Messias(148), Jesus, filho de Maria, nobre neste mundo e no outro, e que se contará entre os diletos de Deus.

114ª SURATA: 148 – MESSIAS

148. Messias; a forma hebraica e árabe é Massih. Cristo (em grego Christos), que quer dizer “o ungido”. Os reis e os sacerdotes eram ungidos para que aquilo simbolizasse a consagração dos seus destinos especiais.

Apocalipse 1: 7  nos dá  a seguinte generalização:

1: 7 = “Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o transpassaram, e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém”.

Alcorão

Fonte digital:
Centro Cultural Beneficente Árabe Islâmico de Foz do Iguaçu –

ALCORÃO = http://www.islam.com.br

 

O ENIGMA DOS 144 MIL – CONCLUSÃO

A Figura Simbólica do CORDEIRO tem uma importância fundamental, tanto para o enigma dos 144 mil referentes aos Judeus ( Apocalipse 7: 9 ), como para o enigma dos 144 mil referentes aos Gentios  ( Apocalipse 14: 1 ), caracterizando tratar-se de Salvação pós Sacrifício de Jesus;

Deus estabeleceu duas expressões enigmáticas para caracterizar a SALVAÇÃO em Cristo Jesus, tanto para os JUDEUS, como para os GENTIOS – NÃO Judeus;

É evidente o detalhe da quantidade igual para as duas situações;

Não deixa dúvidas a intenção do CRIADOR em caracterizar os 144 mil como uma expressão numérica e enigmática : 12 x 12 x mil…milhares…milhões…

É importante o detalhe enigmático da referência sobre “servos do nosso Deus” para identificação dos JUDEUS, e, de “PAI” para identificação dos NÃO JUDEUS – GENTIOS;

Apocalipse:

7:3 Dizendo: Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que hajamos assinalado nas suas testas os servos do nosso Deus. – PARA OS JUDEUS; ( “os servos do nosso Deus” )

14:1 E OLHEI, e eis que estava o Cordeiro sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que em suas testas tinham escrito o nome de seu Pai – PARA OS NÃO JUDEUS (Gentios ); ( “o nome de seu Pai” )

É importante o detalhe da ausência dos nomes de DÃ e de EFRAIM na relação das 12 Tribos – COMO EXPLICADO;

Tudo indica que as Tribos de DÃ e EFRAIM foram excluídas, enigmaticamente, da relação dos enigmáticos 144 mil, por motivo de Idolatria, deixando uma enigmática REFLEXÃO e ALERTA  em relação À IDOLATRIA ( em geral ) e,  por extensão, a prática de “OBJETOS UNGIDOS”

Interpretar os 144 mil como uma quantidade EXATA, tem sido o motivo de tantas heresias em execução;

Ignorar os detalhes enigmáticos da Palavra de Deus tem sido o motivo de tantas interpretações heréticas.

A Obediência a Palavra de Deus é o “divisor de águas” entre  ser arrebatado ou entrar na Grande Tribulação.

Entrar na Grande Tribulação é o “divisor de águas” entre correr o risco de perder a Salvação ou entrar no rol dos Mártires.

Levar a sério o Ofício diante de Deus e a Palavra de Deus tem sido o cuidado de poucos, pois não é o que está absolutamente certo, mas o que está “dando certo”, o pensamento de muitos.

PENSE NISSO:

INDIFERENÇA E INGRATIDÃO

Sobre este Assunto acessar a Seção “O AUTOR”, no Site.

…………………………………………………. X……………………………………………….

Próximos Assuntos a serem incluídos no Site, paulatinamente:

– O Profético e Enigmático Arrebatamento da Igreja de Cristo

– O Enigma da Grande Tribulação

– O Profético Reino Milenial

– Etc

OBS: Na hipóteses de concordar que o Assunto é importante, copie o endereço do Site www.assuntospolemicosdabiblia.com imprima o máximo numa folha A4, corte em pedaços, e distribua, como instrumento de fazer a Obra do REINO DE DEUS.

Tags:  ,

26 comentários para O ENIGMA DOS 144 MIL

  • Divina  disse:

    como posso entender melhor a citação de numeros 12.8?

    • Rafaela  disse:

      Mal comecei a ler o estudo e já vi erro por isso nem terminei de ler não quero confundir a minha mente.
      No inicio do estudo ta falando que em Numeros 12:8 diz que Deus fala por ENIGMAS, mas não é assim que está escrito a biblia diz assim: Numeros 12:8 Boca a boca falo com ele ,CLARAMENTE E NÃO POR ENIGMAS ….Como assim o estudo fala que o Deus fala em enigmas. O livro de Apocalipse é muito simbolico temos que ter muito cuidado para não aprender da forma errada.

      • Onir Francisco Damas  disse:

        Prezada Rafaela

        Procure rever seu comentário em face de que os Textos Bíblicos em sua maioria estão encobertos por Enigmas e somente com Conhecimento, Entendimento e Discernimento podemos decifrá-los;

        São muitos os Exemplos Enigmáticos mostrados em quase toda a Bíblia, e que eu procuro Estudá-los, conforme os 77 Artigos Postados no Site:

        Compare as Traduções

        Números

        Almeida Revista e Atualizada 12.8 Boca a boca falo com ele, claramente e não por enigmas; pois ele vê a forma do SENHOR; como, pois, não temestes falar contra o meu servo, contra Moisés?

        Almeida Revista e Corrigida 12.8 Boca a boca falo com ele, e de vista, e não por figuras; pois, ele vê a semelhança do SENHOR; por que, pois, não tivestes temor de falar contra o meu servo, contra Moisés?

        Nova Tradução na Linguagem de Hoje 12.8 Pois eu falo com ele face a face, claramente, e não por meio de comparações; ele até já viu a minha forma! Como é que vocês se atrevem a falar contra o meu servo Moisés?

        Os Textos estão dizendo que Deus fala por Enigmas em Sua Palavra, porém com Moisés Ele falava claramente;

        O Texto requer uma análise da Parte Gramatical para entender o seu conteúdo.

        Onir

    • sidinei azeredo  disse:

      Irmão ONIR muito esclarecedor o estudo. compartilho do entendimento na interpretação dos 144 mil especialmente quando apontas para a questão do discipulado
      Creio mesmo nesta multiplicidade como resultado do trabalho pioneiro dos 12 que Jesus discipulou como a visão apostólica dada a igreja para ganhar a muitos por meio do discipulado

  • Onir Francisco Damas  disse:

    Números

    12.8 Boca a boca falo com ele, claramente e não por enigmas; pois ele vê a forma do SENHOR; como, pois, não temestes falar contra o meu servo, contra Moisés?

    Deus está deixando evidente que o conteúdo da Bíblia está envolto em figuras enigmáticas e que para interpretá-las necessário é conhecê-la, entendê-la e discerni-la;

    Conhecer e entender a Bíblia depende exclusivamente de esforço humano;

    Discernir a Bíblia é um Dom de Deus ( 1ª Coríntios 12: 10 )

    No meu entendimento a Bíblia é um Livro Enigmático por Excelência de Deus e querer interpretá-la literalmente tem sido a causa de tantos descréditos e heresias.

    Sugiro a leitura do Artigo “A BÍBLIA, JESUS E O ANTICRISTO” , no Site, Para melhores esclarecimentos

  • Guilherme Ferreira  disse:

    Essa interpretação parece ter sido copiada de algum site adventista…
    🙂

    A bíblia é bem clara ao afirmar que, durante a Grande Tribulação, os remanescentes das 12 tribos de Israel que serão salvos serão 144.000.

    Já nós, cristãos, estaremos junto com a “multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos”, conforme Apocalipse 7:9.

    O resto é especulação, achismo, numerologia, ou qualquer outro tipo de erro baseado em interpretações meramente humanas.

    • Onir Francisco Damas  disse:

      Prezado Guilherme

      Quanto aos 144 mil de Apocalipse você novamente ignorou todo um Estudo em Exegese e Hermenêutica de 13 páginas e com apenas 7 linhas refutou, novamente, demonstrando não ter nenhuma base Teológica;

      Não conheço nenhum Site Adventista e qualquer semelhança é mera coincidência;

      Tudo indica que você não leu com atenção o que eu exponho quanto as 12 Tribos originais e que Apocalipse 7; 1 a 8 não inclui as Tribos de Efraim e Dã, logo, sua refutação não tem sentido de interpretação; Você precisa prestar atenção no que lê;

      Releia o Artigo

  • advaldo sampaio  disse:

    a paz do senhor jesus cristo meu irmão !
    já que o estudo aqui é sobre as 2 tribo de israel
    eu gostaria de perguntar se ainda existe algum descendente das doze tribo de israel no mundo?

  • JULIO  disse:

    QUERIDO IRMÃO A PAZ,GOSTEI MUITO DO ARTIGO POIS TINHA DUVIDAS EM RELAÇAO AS 2 TRIBOS ,OBRIGADO E DEUS TE ABENÇOE.

    • Onir Francisco Damas  disse:

      Prezado Julio

      Obrigado pelo contato e pelas palavras abençoadoras;

      Fique na Paz de Jesus.

      Onir

  • cristina  disse:

    Querido irmão Onir

    Muito lindo os comentários do irmão, continue nesta graça, para nos abençoar desvendando os enígmas.
    Tenho uma pergunta para o irmão: Seria ousadia minha pensar que os judeus separados no apocalipse sendo 144.000 mil e escolhidos para serem testemunhas do Reino de Deus na Grande Tribulação, poderiam ser uma honra de Deus dada aos judeus que rejeitaram a idolatria nos tempos da divisão das tribos por Jeroboão, visto que voltaram judeus de todas as tribos para adorar em Jerusalém, e também honras aos que conclamados por Zorobabel, Esdras e Neemias voltaram da Babilônia para a reconstrução da cidade, do templo de Salomão e também dos muros, esse judeus deixando para toda a comodidade de suas vidas e portanto assim sendo fiéis.
    Sabendo nós que Deus honra os fiéis.
    Quero que o irmão me esclareça a esse respeito, se tem alguma coisa relacionada nestas histórias com os 144.000 judeus.
    Deus continue lhe abençoando. Fique na Paz do Senhor.

    • Onir Francisco Damas  disse:

      Prezada Cristina

      Obrigado pelo contato e pelas palavras de estímulo;

      Quanto a sua colocação de que Deus honra os Fiéis está corretíssima;

      Quanto aos Fiéis da Época de Zorobabel, Esdras e Neemias, e demais citados por você certamente serão Honrados, porém na distribuição dos “Prêmios e Galardões”, no Tribunal de Cristo ou no Juízo Final, como integrantes do Enigmático 144 mil que eu descrevo como um Número Indefinido, conforme postado no Artigo em questão;

      Quanto a sua colocação para que os citados estejam vivos na Grande Tribulação teriam que encarnar e morrer novamente como está Profetizado, sendo uma base para os adéptos da Reencarnação = entendeu?!

      Espero ter atendido suas expectativas.

      Fique na Paz de Jesus.

      Onir

  • José Mavungo  disse:

    Quanta disparidade na reflexão bíblica hoje. Eu vejo entre vocês rebaixo. Ou seja um reprovando outro e como quem diz eu estou certo. Como havemos de acreditar assim desse jeito? Eu ainda tenho inquietações sobre o arrebatamento. Como é que uns serão levados e outros levados? se assim for Deus já não será justo.

    • Onir Francisco Damas  disse:

      Prezado José Mavungo

      Postei o seu comentário apenas para reflexão dos milhares de leitores do Site;

      Fique na Paz de Jesus.

      Onir

  • Júnia Ney Nogueira  disse:

    Caro irmão Onir.
    Lembre-se: o atual povo de Deus é chamado de “Israel de Deus” (Gálatas 6: 16). Portanto, os “cento e quarenta e quatro mil de todas as tribos dos filhos de Israel” (Apocalipse 7: 4) são o “remanescente” (Romanos 11: 5) desse povo, constituído, literalmente, por 144.000 fiéis, tanto da nova quanto da velha aliança. Como muitos desses fiéis já estão na eternidade, é menos do que isso o número daqueles que serão arrebatados, para ser mais exato, apenas “sete mil” (Romanos 11: 4). A grande maioria do povo de Deus passará pela “grande tribulação” (Apocalipse 7: 14). É a “grande multidão” de Apocalipse 7: 9.
    As “mulheres” (Apocalipse 14: 4) com as quais os 144.000 não se contaminaram são as falsas igrejas. Os que são fiéis não se deixam contaminar pelas heresias ensinadas nessas igrejas. Sabemos que essas “mulheres” são igrejas porque, tanto a “igreja dos primogênitos”, ou, a “Jerusalém celestial” (Hebreus 12: 22 e 23), quanto as falsas igrejas aparecem no Apocalipse representadas por mulheres. A “Jerusalém que é de cima …, a qual é mãe de todos nós” (Gálatas 4: 26) é a mulher de Apocalipse 12. O seu “filho” (Apocalipse 12: 5) é o “remanescente” dos últimos dias que será arrebatado. Os “demais filhos dela” (Apocalipse 12: 17), os que se converterão à toda Verdade somente depois do arrebatamento desse “remanescente”. As falsas igrejas são representadas também por uma mulher: a “grande Babilônia” (Apocalipse 17: 5).
    Outra coisa: a tribo de Dã não foi nomeado entre as demais, porque ela representa todos os infiéis do “Israel de Deus” que se converterão depois do dia do arrebatamento. E porque ainda se converterão é que, depois que ressuscitarem, reinarão “com Cristo (e sua esposa) durante os mil anos” (Apocalipse 20: 4), conforme diz a profecia: “Dã julgará o seu povo, como uma das tribos de Israel” (Gênesis 49: 16).
    É preciso ainda dizer o seguinte: não devemos confundir a “noiva, a esposa do Cordeiro” (Apocalipse 21: 9) com o “Israel de Deus”. A “noiva” são apenas 144.000 fiéis, pois, a maioria do “Israel de Deus” apostatou da verdadeira fé. Felizmente, no final, como está escrito: “todo o Israel será salvo” (Romanos 11: 26). E, então, esses 144.000 reinarão como reis junto com Cristo, e os demais eleitos como “sacerdotes” (Apocalipse 20: 6).
    Paz do Senhor!
    Júnia.

    • Onir Francisco Damas  disse:

      Prezada Júnia

      Quanto ao seu Comentário sobre os 144 mil como sendo uma quantia exata eu respeito sua interpretação, porém deixei a minha versículo por versículo nos dois casos, e não tenho nada mais a acrescentar;

      Quanto a sua colocação sobre DÃ eu tenho a confirmar o seguinte:

      Gênesis

      49.16 Dã julgará o seu povo, como uma das tribos de Israel.

      49.17 Dã será serpente junto ao caminho, uma víbora junto à vereda, que morde os talões do cavalo e faz cair o seu cavaleiro por detrás.

      49.18 A tua salvação espero, ó SENHOR!

      Sendo o Anticristo da Tribo de Dã o que podemos entender é que Ele – Anticristo – vai ser o Líder de Israel durante a Grande Tribulação, por isso a expressão enigmática de que julgará o seu Povo;

      Isral vai receber o Anticristo como sendo o Messias pelo fato dele ser de descendência judáica;

      A Salvação do Povo de Israel virá Do Messias – Jesus, por isso a expressão de Gênesis 49: 18 – A tua salvação espero, ó SENHOR!

      Fique na Paz de Jesus

      Onir

  • bianca franco  disse:

    Gostei, e li com atenção….. que Deus te abençõe sempre, a Biblia sem o dissernimento do espito não dá.

  • JR.  disse:

    Paz servo de Deus, explica melhor o cap. 14.4 sobre: “Estes são os que não estão contaminados com mulheres, porque são virgens”.

    Obrigado que Deus abençõe

    • Onir Francisco Damas  disse:

      Prezado JR

      Sua dúvida está respondida no Artigo, conforme eu reproduzo o texto a seguir:

      “O termo especificando que não se contaminaram com mulher é uma referência especial para uma parcela de Cristãos SALVOS que não foram FORNICÁRIOS, e NÃO que mulher contamina, logicamente. Trata-se, enigmaticamente, de pessoas especiais que se consagraram durante a vida em Cristo;

      REFLITA nas afirmações de JESUS em Mateus 19: 12, e do Apóstolo Paulo em 1ª Coríntios 7: 7 a 9

      Mateus 19:

      19: 12 “Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o”. – palavras de Jesus

      1ª Coríntios 7: 7 a 9 – palavras do Apóstolo Paulo:

      7:7 Porque quereria que todos os homens fossem como eu mesmo; mas cada um tem de Deus o seu próprio dom, um de uma maneira e outro de outra.

      7:8 Digo, porém, aos solteiros e às viúvas, que lhes é bom se ficarem como eu.

      7:9 Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se.

      FORNICAÇÃO : Somente quem não consegue dominar plenamente este impulso e prática sexual, sabe avaliar a afirmação da referência em questão, sobre os considerados PRIMÍCIAS.”

      A explicação acima é a minha interpretação do Assunto em questão;

      E mais, o maior exemplo de castidade foi dado pelo próprio Jesus – maior exemplo de PRIMÍCIAS = entendeu?!

      Fique na Paz de Jesus.

      Onir

  • joao roberto  disse:

    onir.li todo o seu pensamento a respeito do assunto acima,e vejo que temos as mesmas idéias a respeito do assunto,sempre li as escrituras com m uita atençaologo depois de orar para o meu entendimeto,e ja cheguei a esse respeito do q vc explicou no assunto tratadfo, muito bom valeu..Deus q te de bastante entedimento para explicar as pessoas as sua palavras escritas..parabéns.

  • taisa  disse:

    no caso, exemplo de primicias… são apenas homens?

    • Onir Francisco Damas  disse:

      Prezada Taisa

      Certamente que não; Com certeza trata-se de homens e mulheres;

      Fique na Paz de Jesus.

      Onir

  • Henrique  disse:

    Prezado irmão Onir à paz de Cristo,concordo com o Jr. que o senhor não deixou claro a sua opnião sobre Apoclipse 14.4,porque o texto deixa muito claro que o requisito para se fazer parte desse número de gentios é a virgindade,ou seja,pessoas que abrem mão desse prazer do sexo no casamento,permanecendo solteiros e virgens, e oferecem sua vida sexual como um “voto” a Deus,e não como o irmão afirma “parcela de cristão salvos que não foram fornicários”,pois a palavra de Deus afirma em Apocalipse 22.15 que os fornicários ficarão de fora e existem outras passagens blíblicas que alertam sobre o pecado do sexo fora do casamento.Então concluindo,guardar-se da fornicação,sexo fora do casamento,é um dever de todo aquele que almeja o céu.A minha interpretação é que um grupo de pessoas que se dedicarem a castidade serão galardoados por isso no céu,ou seja serão recompensados e concordo que esse número pode não ser exato ou melhor multiplicativo.Pesssoas que praticam a fornicação devem se arrependerem e pedir perdão a Deus e como Paulo afirma quem não pode se conter que se case!!!

  • João Abrantes  disse:

    irmão Onír que Deus o abençoe e continue dando entendimento das escrituras, gostei do artigo, apesar de estar ainda um pouco confuso sobre a questão dos virgens que não se contaminaram! força e tudo de bom!

  • Marcelo  disse:

    Que belo estudo sobre a bíblia estou tendo ao ler os seus artigos, simplesmente fantásticos!
    Muito obrigado…
    Deus te abençoe!

Comente

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>