PAULO – O DÉCIMO SEGUNDO APÓSTOLO

INTRODUÇÃO

Um dos mais discutidos Assuntos Bíblicos envolvendo os Apóstolos de Jesus está na pessoa de quem Teologicamente substituiu o Apóstolo Judas Iscariotes;

Judas Iscariotes após ter traído Jesus cometeu suicídio conforme as referências a seguir:

Mateus

26.14   Então, um dos doze, chamado Judas Iscariotes, indo ter com os principais sacerdotes, propôs:

26.15   Que me quereis dar, e eu vo-lo entregarei? E pagaram-lhe trinta moedas de prata.

26.16   E, desse momento em diante, buscava ele uma boa ocasião para o entregar.

26.25   Então, Judas, que o traía, perguntou: Acaso, sou eu, Mestre? Respondeu-lhe Jesus: Tu o disseste.

26.47   Falava ele ainda, e eis que chegou Judas, um dos doze, e, com ele, grande turba com espadas e porretes, vinda da parte dos principais sacerdotes e dos anciãos do povo.

27.3   Então, Judas, o que o traiu, vendo que Jesus fora condenado, tocado de remorso, devolveu as trinta moedas de prata aos principais sacerdotes e aos anciãos, dizendo:

27.5   Então, Judas, atirando para o santuário as moedas de prata, retirou-se e foi enforcar-se.

Com a morte de Judas, o Sacrifício de Jesus na Cruz do Calvário,  Sua Ressurreição e consequente Assunção ao Céu  após  40 dias ( Atos 1: 3 ), conforme a referência em Atos 1: 9 a 11, os Apóstolos fizeram uma escolha para substituir Judas Iscariotes;

Atos dos Apóstolos

1.3   A estes também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas provas incontestáveis, aparecendo-lhes durante quarenta dias e falando das coisas concernentes ao reino de Deus.

Atos dos Apóstolos

1.9   Ditas estas palavras, foi Jesus elevado às alturas, à vista deles, e uma nuvem o encobriu dos seus olhos.

1.10   E, estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto Jesus subia, eis que dois varões vestidos de branco se puseram ao lado deles

1.11   e lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para as alturas? Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir.

A escolha para substituir Judas Iscariotes  é mais uma mostra de como Servos do Senhor cometem equívocos Teológicos,  e  o Episódio  da escolha do substituto de Judas Iscariotes é um exemplo  dos mais significativos;

JESUS  E A ESCOLHA  DOS 12 APÓSTOLOS

Para podermos entender e esclarecer esse Enigmático Assunto  do substituto  de Judas Iscariotes precisamos conhecer como Jesus fez a escolha dos 12 Apóstolos;

PRESTE ATENÇÃO = Jesus chamou nominalmente cada um dos seus Apóstolos conforme referências a seguir:

Almeida Revista e Atualizada

Marcos

1.14   Depois de João ter sido preso, foi Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho de Deus,

1.15   dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo; arrependei-vos e crede no evangelho.

1.16   Caminhando junto ao mar da Galiléia, viu os irmãos Simão e André, que lançavam a rede ao mar, porque eram pescadores.

1.17   Disse-lhes Jesus: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.

1.18   Então, eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram.

1.19   Pouco mais adiante, viu Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco consertando as redes.

1.20   E logo os chamou. Deixando eles no barco a seu pai Zebedeu com os empregados, seguiram após Jesus.

3.13   Depois, subiu ao monte e chamou os que ele mesmo quis, e vieram para junto dele.

6.7   Chamou Jesus os doze e passou a enviá-los de dois a dois, dando-lhes autoridade sobre os espíritos imundos.

Preste atenção que Jesus chamou PESSOALMENTE cada um dos 12 Apóstolos, esse é um detalhe Teológico que precisa ser observado na escolha do substituto de Judas Iscariotes;

Jesus passou 40 dias após a sua Ressurreição com os Discípulos e não escolheu o substituto de Judas, por quê?!

RESPOSTA = Porque o substituto de Judas  Iscariotes estava reservado para ser CHAMADO em momento oportuno e pessoalmente por Ele – Jesus;

Pense nisso:

Atos dos Apóstolos

1.1   Escrevi o primeiro livro, ó Teófilo, relatando todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar

1.2   até ao dia em que, depois de haver dado mandamentos por intermédio do Espírito Santo aos apóstolos que escolhera, foi elevado às alturas.

“aos apóstolos que escolhera” = entendeu?!

1.3   A estes também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas provas incontestáveis, aparecendo-lhes durante quarenta dias  e  falando das coisas concernentes ao reino de Deus.

“quarenta  dias” = ensinando e orientando, porém, não escolheu o substituto de Judas, enigmaticamente.

1.4   E, comendo com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, a qual, disse ele, de mim ouvistes.

“esperassem” = detalhe dos mais significantes sobre não tomar qualquer iniciativa Teológica.

Por que os Apóstolos não se preocuparam  com a substituição de Judas enquanto Jesus estava com eles durante os 40 dias, e não abordaram o Assunto?!

RESPOSTA = Porque a escolha do Novo Apóstolo seria sobrenatural  e não podia ser revelada, e nem eles estavam preparados para entender, por isso Deus obscureceu o pensamento deles sobre o substituto de Judas durante os 40 dias;

UMA INICIATIVA PRECIPITADA E EQUIVOCADA

Preste Atenção que logo após  a subida de Jesus para o Céu a Bíblia relata a iniciativa da Escolha do Substituto de Judas, precipitadamente e equivocadamente por Pedro:

Almeida Revista e Atualizada

Atos dos Apóstolos

1.15   Naqueles dias, levantou-se Pedro no meio dos irmãos (ora, compunha-se a assembléia de umas cento e vinte pessoas) e disse:

1.16   Irmãos, convinha que se cumprisse a Escritura que o Espírito Santo proferiu anteriormente por boca de Davi, acerca de Judas, que foi o guia daqueles que prenderam Jesus,

1.17   porque ele era contado entre nós e teve parte neste ministério.

1.18   (Ora, este homem adquiriu um campo com o preço da iniqüidade; e, precipitando-se, rompeu-se pelo meio, e todas as suas entranhas se derramaram;

1.19   e isto chegou ao conhecimento de todos os habitantes de Jerusalém, de maneira que em sua própria língua esse campo era chamado Aceldama, isto é, Campo de Sangue.)

1.20   Porque está escrito no Livro dos Salmos: Fique deserta a sua morada; e não haja quem nela habite; e: Tome outro o seu encargo.

1.21   É necessário, pois, que, dos homens que nos acompanharam todo o tempo que o Senhor Jesus andou entre nós,

1.22   começando no batismo de João, até ao dia em que dentre nós foi levado às alturas, um destes se torne testemunha conosco da sua ressurreição.

1.23   Então, propuseram dois: José, chamado Barsabás, cognominado Justo, e Matias.

1.24   E, orando, disseram: Tu, Senhor, que conheces o coração de todos, revela-nos qual destes dois tens escolhido

1.25   para preencher a vaga neste ministério e apostolado, do qual Judas se transviou, indo para o seu próprio lugar.

1.26   E os lançaram em sortes, vindo a sorte recair sobre Matias, sendo-lhe, então, votado lugar com os onze apóstolos.

Por que a preocupação de Pedro em completar o número 12 de Apóstolos?!

Resposta = Porque era um número determinado, nem para mais, nem para menos, Isto é, 12 Apóstolos, e somente 12!

Salmos

69.25   Fique deserta a sua morada, e não haja quem habite as suas tendas.

Salmos

109.8   Os seus dias sejam poucos, e tome outro o seu encargo.

Preste atenção que Pedro usou duas referências equivocadas em relação a substituição de Judas; Pedro associou duas situações independentes de contexto para fundamentar sua proposição na escolha de Judas;

Preste atenção que Pedro precipitou-se ao fazer a escolha do Substituto de Judas, pois, Jesus foi enfático ao dizer-lhes antes de ir  para o Céu que  ESPERASSEM o Batismo com o Espírito Santo:

Atos dos Apóstolos

1.4   E, comendo com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, a qual, disse ele, de mim ouvistes.

Preste atenção que o Batismo com o Espírito Santo aconteceu somente após o Episódio da Escolha do Substituto de Judas em Atos 2: 1 a 4:

Atos dos Apóstolos

2.1   Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar;

2.2   de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados.

2.3   E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles.

2.4   Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem.

Preste atenção que Pedro usou o argumento de que o escolhido a ocupar o lugar de Judas deveria ser alguém que desde o início do Ministério de Jesus os acompanhavam, porém Jesus durante os 40 dias em que esteve com os Díscípulos, após sua Ressurreição,  não chamou o escolhido – Matias – da iniciativa de Pedro ;

Preste atenção que Pedro usou o sistema de Sorte, e  ao que tudo indica, colocou os nomes de Matias e de José, chamado Barsabás, logo, um teria que ser o sorteado por força da iniciativa humana e não por Deus;

Num sistema de sorte  de  dois nomes ,logo, um terá que ser sorteado.

O MINISTÉRIO DO  ESCOLHIDO  APÓSTOLO – MATIAS

O nome de Matias somente aparece duas vezes na Bíblia, sem nenhuma relevância,  conforme referências a seguir:

1.23   Então, propuseram dois: José, chamado Barsabás, cognominado Justo, e Matias.

1.26   E os lançaram em sortes, vindo a sorte recair sobre Matias, sendo-lhe, então, votado lugar com os onze apóstolos.

Preste atenção que Matias do mesmo modo que não desenvolveu nenhuma ação que merecesse registro antes de ser escolhido, também não desenvolveu após ser escolhido;

Matias era pleno conhecido de Jesus, pois, a Bíblia relata que ele acompanhava o Ministério de Jesus desde o início, conforme Pedro afirma em Atos 1: 21;

1.21   É necessário, pois, que, dos homens que nos acompanharam todo o tempo que o Senhor Jesus andou entre nós,

Já expliquei que se fosse da vontade de Deus,  Jesus   teria escolhido Matias durante os 40 dias antes de ir para o Céu;

Qualquer Mensagem de Púlpito ou Matéria Literária que dê respaldo a escolha de Matias como sendo de Deus  não tem sentido Teológico e fica no plano da especulação e técnicas de Homilética;

Homilética = Arte de compor e entregar Sermões; É  o ramo da Teologia prática e das habilidades ministeriais que trata das regras relativas à pregação e entrega de Sermões;

Um Pregador que domine a Arte da Homilética e seja um Talentoso Orador pode transformar Matias no Décimo Segundo Apóstolo, usando a interpretação Literal, ignorando o verdadeiro e Enigmático Escolhido por Jesus – PAULO;

Interpretar a Bíblia Literalmente tem sido o equívoco de muitos, ignorando o que diz Números 12: 8:

Números

12.8   Boca a boca falo com ele, claramente e não por enigmas; pois ele vê a forma do SENHOR; como, pois, não temestes falar contra o meu servo, contra Moisés?

PAULO, O DÉCIMO SEGUNDO APÓSTOLO.

Não tenho a menor dúvida de que foi  Saulo de Tarso a pessoa que Jesus escolheu pessoalmente para ocupar o lugar de Judas Iscariotes;

Essa Escolha está bem caracterizada no Episódio ocorrido na Estrada para Damasco e que a Bíblia assim relata, em Atos 9: 1 a 18:

Almeida Revista e Atualizada

Atos dos Apóstolos

9.1   Saulo, respirando ainda ameaças e morte contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote

9.2   e lhe pediu cartas para as sinagogas de Damasco, a fim de que, caso achasse alguns que eram do Caminho, assim homens como mulheres, os levasse presos para Jerusalém.

9.3   Seguindo ele estrada fora, ao aproximar-se de Damasco, subitamente uma luz do céu brilhou ao seu redor,

9.4   e, caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?

Preste atenção = Jesus chamou Saulo pelo nome.

9.5   Ele perguntou: Quem és tu, Senhor? E a resposta foi: Eu sou Jesus, a quem tu persegues;

Preste atenção = Eu sou Jesus…

9.6   mas levanta-te e entra na cidade, onde te dirão o que te convém fazer.

9.7   Os seus companheiros de viagem pararam emudecidos, ouvindo a voz, não vendo, contudo, ninguém.

“ouvindo a voz” = Para não deixar dúvidas  o chamado de Paulo foi ouvido por testemunhas.

9.8   Então, se levantou Saulo da terra e, abrindo os olhos, nada podia ver. E, guiando-o pela mão, levaram-no para Damasco.

9.9   Esteve três dias sem ver, durante os quais nada comeu, nem bebeu.

9.10   Ora, havia em Damasco um discípulo chamado Ananias. Disse-lhe o Senhor numa visão: Ananias! Ao que respondeu: Eis-me aqui, Senhor!

9.11   Então, o Senhor lhe ordenou: Dispõe-te, e vai à rua que se chama Direita, e, na casa de Judas, procura por Saulo, apelidado de Tarso; pois ele está orando.

Preste atenção = Paulo jejuou  e  orou após a visão em busca de resposta.

9.12   e viu entrar um homem, chamado Ananias, e impor-lhe as mãos, para que recuperasse a vista.

Preste atenção = Paulo  durante o Jejum e Oração recebeu a Revelação sobre o Profeta Ananias.

9.13   Ananias, porém, respondeu: Senhor, de muitos tenho ouvido a respeito desse homem, quantos males tem feito aos teus santos em Jerusalém;

9.14   e para aqui trouxe autorização dos principais sacerdotes para prender a todos os que invocam o teu nome.

9.15   Mas o Senhor lhe disse: Vai, porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel;

“um instrumento escolhido” = Jesus declara ao Profeta a confirmação de Paulo como Apóstolo.

9.16   pois eu lhe mostrarei quanto lhe importa sofrer pelo meu nome.

9.17   Então, Ananias foi e, entrando na casa, impôs sobre ele as mãos, dizendo: Saulo, irmão, o Senhor me enviou, a saber, o próprio Jesus que te apareceu no caminho por onde vinhas, para que recuperes a vista e fiques cheio do Espírito Santo.

“o próprio Jesus que te apareceu no caminho” = entendeu?!

9.18   Imediatamente, lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e tornou a ver. A seguir, levantou-se e foi batizado.

SAULO DE TARSO PASSA A SE CHAMAR PAULO DE TARSO

A partir da referência em Atos 13: 9  Saulo de Tarso passou a se chamar Paulo, certamente como prova de sua conversão,  vida nova  e novo nome:

Atos

13.9   Todavia, Saulo, também chamado Paulo, cheio do Espírito Santo…

Do exposto podemos entender o porquê de Paulo ter tomado o lugar de Judas Iscariotes junto aos 11 Apóstolos do Ministério da Igreja de Cristo:

Paulo, como os 11 Apóstolos, foi chamado pelo Nome,  por Jesus:

Atos

9.4   e, caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?

9.5   Ele perguntou: Quem és tu, Senhor? E a resposta foi: Eu sou Jesus, a quem tu persegues;

Preste atenção  a seguir  o porquê da CHAMADA  de  Paulo:

9.15   Mas o Senhor lhe disse: Vai, porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel;

9.16   pois eu lhe mostrarei quanto lhe importa sofrer pelo meu nome.

A transformação de Saulo para Paulo não foi somente literal, mas sim de um perseguidor de Cristo para o maior  pioneiro  ganhador de Almas para Cristo que existe no Mundo, conforme eu deixo evidente em postagem no Artigo “O ENIGMA DOS 144 MIL”, no Site, e que eu reproduzo uma pequena  parte a seguir, para reforçar os meus argumentos:

“PARA REFLEXÃO :

Quem já participou de Marketing de Rede entende como funciona esse Processo;

Segundo comentários o Marketing de Rede foi idealizado por Evangélicos e inspirados no processo multiplicador do discipulado cristão;

Na vida Secular o Trabalho Multiplicador de Rede nem sempre funciona, mas por COMPARAÇÃO, na Obra de Deus funciona;

O Apóstolo Paulo caracterizou em uma frase o Trabalho Multiplicador na Obra de Deus, comparado de minha parte,  ao Marketing de Rede,  ao afirmar :

“Porquanto , para mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro– em outras palavras – o viver é ganho em Cristo, e o morrer é lucro através do que foi ganho ( Filipenses 1: 21 );

Melhor explicando:

Em vida nós trabalhamos para o Processo da Salvação, pelo Espírito Santo;

Cada vida que conseguimos Evangelizar nesse Processo redunda em ganho espiritual em “multiplicação” , sempre aumentando; ( Ide ) ( fazei Discípulos );

Exemplo prático = Eu ganho uma alma para Jesus, e esse que ganhei ganha outros, logo, eu tenho participação espiritual nesse processo multiplicador = entendeu?!

Todo esse Trabalho  resulta em “Tesouro no Céu” como Prêmio” e “Galardão”, para todos os seguimentos do Processo Multiplicador, segundo a Justiça de Deus;

Para um melhor entendimento o Apóstolo Paulo e os demais Apóstolos são  ganhadores de Almas – em “multiplicação” –  pois, todos os que hoje são Cristãos ( Crentes ), de alguma forma, resultam em BÊNÇÃOS (lucro) (Tesouro no Céu ) para Eles, no Céu, segundo tudo o que fizeram  inicialmente no Evangelho,  sempre aumentando, e, segundo a Onisciente Justiça de Deus;

O MORRER é lucro, para quem  ganhou Almas em Vida, principalmente quando esses ganham outros, sucessivamente.

Todo esse processo será conhecido e reconhecido, pela ONISCIÊNCIA  de Deus, no Reino Celestial em forma de “Tesouro no Céu”, “Prêmio “ e “Galardão”;

Posso não estar sendo claro em detalhes, mas creio estar sendo claro no conteúdo.

– Querer interpretar a Bíblia literalmente é o mesmo que querer interpretar literalmente um Enigma.”

Para entender melhor como Paulo  e  não Matias é o Apóstolo que ocupou o lugar de Judas Iscariotes, o Leitor deve ler atentamente o Artigo “O ENIGMA DOS 144 MIL”, em que eu faço uma ampla exposição e defesa dessa afirmação;

O MINISTÉRIO APOSTÓLICO DE PAULO

Romanos

1.1     Paulo, servo de Jesus Cristo, chamado para ser apóstolo, separado para o evangelho de Deus,

Preste atenção = chamado para ser apóstolo.

Romanos

15.9   Porque eu sou o menor dos apóstolos, que mesmo não sou digno de ser chamado apóstolo, pois persegui a igreja de Deus.

1 Coríntios

1.1     Paulo, chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo de Jesus Cristo, e o irmão Sóstenes,

Não existe a menor dúvida de que Paulo foi chamado por Jesus, para fazer parte de Seu Ministério Apostólico, e formação da Igreja,  porém de forma sobrenatural, ocupando  o lugar de Judas Iscariotes, conforme amplas evidências  contextualizadas na Bíblia;

Creio ser desnecessário fazer uma dissertação detalhada sobre o Ministério do Apóstolo Paulo, porém salta aos olhos de quem estuda o Novo Testamento o seguinte:

– A quantidade de Epístolas escrita por Paulo;

– Seu Trabalho Missionário envolveu Viagens por todo o Território da Ásia Menor e Europa;

– Paulo fundou Igrejas e foi o maior divulgador da Palavra de Deus da sua época;

– Muitos  são os milagres e acontecimentos sobrenaturais  através de suas atividades na Obra do Reino de Deus;

– Tudo isso e muito mais são evidências de que Paulo ocupou o lugar de Judas Iscariotes, e não Matias;

QUAL O SIGNIFICADO TEOLÓGICO  QUE ESSE EPISÓDIO APOSTÓLICO MOSTRA?!

RESPOSTA :

–  Jesus escolheu apenas 12 para compor o Seu Ministério para a Formação de Sua Igreja;

Um se perdeu no Pecado;

Necessário era que outro ocupasse o Lugar vago;

Pedro se precipitou e fez uma escolha equivocada,  e como evidência do equívoco o escolhido não se destacou;

Jesus preencheu o Lugar vago escolhendo pessoalmente  a Saulo de Tarso – Paulo – de forma sobrenatural, que se destacou sobremaneira sobre todos os outros escolhidos;

– O equivoco de Pedro não foi em vão e sim Profético, mostrando que o Ministério Apostólico foi estabelecido por Jesus em apenas 12 Homens;

Precisa ficar entendido que se Jesus escolheu apenas 12, e necessário se fez completar o número de 12 com a morte de Judas, EM PECADO, então não resta dúvidas que se trata de uma Determinação Teológica estabelecida por Deus com sentido Profético acompanhando o Projeto Teológico da Obra do Reino Celestial aqui na Terra em relação às 12 Tribos de Israel e os 12 filhos de Ismael;

A Escolha de apenas 12 Apóstolos,  por Jesus, não foi mero acaso,  tem sentido Teológico, e segue a Determinação de Deus em relação as 12 tribos de Israel  e os 12 filhos de Ismael;

12 foram as Tribos de Israel.

12 foram os Apóstolos de Jesus.

12 foram os filhos de Ismael.

Ver o Artigo “O ENIGMA DO JUDAÍSMO – ISLAMISMO – CRISTIANISMO, no Site.

Precisa ficar entendido  que se a Determinação Teológica de Deus estabeleceu apenas 12 Apóstolos, então qualquer  iniciativa Religiosa de natureza Eclesiástica de Ofício Apostólico  contraria a Determinação Teológica de Deus;

Não é o Título que faz a Determinação Teológica da Obra do Reino Celestial, mas a Determinação Teológica da Obra do Reino Celestial  é que faz  o Título

O  APÓSTOLO  TIAGO – Chamada e Martírio

Marcos

1.19   Pouco mais adiante, viu Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco consertando as redes.

1.20   E logo os chamou. Deixando eles no barco a seu pai Zebedeu com os empregados, seguiram após Jesus.

Por que o Apóstolo Tiago, irmão de João,  NÃO  foi substituído após o seu Martírio?!

Atos dos Apóstolos

12.1   Por aquele tempo, mandou o rei Herodes prender alguns da igreja para os maltratar,

12.2   fazendo passar a fio de espada a Tiago, irmão de João.

RESPOSTA:

O Apóstolo Tiago NÃO foi substituído após o seu Martírio porque seu Lugar não ficou vago pelo Pecado, como foi o de Judas Iscariotes;

O  Lugar de Judas Iscariotes  ficou  Vago pelo Pecado e precisou ser preenchido para que a Determinação Teológica da Obra do Reino Celestial ficasse completa,  e  Profeticamente seja cumprido o que diz Lucas 22: 30 e Apocalipse 21: 14:

Lucas

22.30   para que comais e bebais à minha mesa no meu reino; e vos assentareis em tronos para julgar as doze tribos de Israel.

Apocalipse

21.14   A muralha da cidade tinha doze fundamentos, e estavam sobre estes os doze nomes dos doze apóstolos do Cordeiro.

O detalhe da NÃO substituição do Apóstolo Tiago é a maior evidência de que o Ministério Apostólico é ÚNICO, específico de apenas os 12 escolhidos pessoalmente por Jesus, e Eterno;

Bem entendido = Apóstolo do Cordeiro – Apóstolos escolhidos pessoalmente por Jesus.

Todos os Apóstolos morreram, porém continuam vivos diante de Deus, conservando cada um a sua posição de APÓSTOLO  – escolhido –  por Cristo e de Cristo, Eternamente.

TOMAR  POSIÇÃO

Estamos vivendo num Período Teológico de cumprimento Profético sobre a multiplicação da Ciência, o Sinal da Besta na mão direita – Bio Chip, a Nação de Israel novamente em Cena, os falsos cristos, os mercenários, a fome matando milhões por dia, a violência generalizada, guerras e rumores de guerra, idolatria generalizada, feitiçaria em grande escala, apenas como alguns exemplos para reflexões;

Creio que os intensos Sinais de Aviso de Deus cessaram em 2011; Ver o Artigo “Sinais de Deus antes de Juízo”, no Site.

Creio ser os Atributos da  Misericórdia, Amor e  Bondade de Deus que têm retardado a Ação da Justiça de Deus no cumprimento das Promessas… porém o Juízo subsequente será de Grande Tribulação;

Ver sobre Atributos de Deus no Artigo “O POETA CRIADOR”, no Site.

Tomar Posição é o que Deus está esperando por parte de cada um de nós;

Ignorar os detalhes enigmáticos da Palavra de Deus tem sido o motivo de tantas interpretações heréticas.

A Obediência  à  Palavra de Deus é o “divisor de águas” entre  ser  Arrebatado ou entrar na Grande Tribulação.

Entrar na Grande Tribulação é o “divisor de águas” entre correr o risco de perder a Salvação ou entrar no rol dos Mártires.

Levar a sério o Ofício diante de Deus e a Palavra de Deus tem sido o cuidado de poucos, pois não é o que está absolutamente certo, mas o que está “dando certo”, o pensamento de muitos.

Têm muitos fazendo a Obra do Senhor do jeito deles, e não é assim! Tem que seguir a Determinação estabelecida na Sua Palavra: Pode até estar “dando certo”, porém as advertências conforme Malaquias 3:17 a 18 vão se cumprir no devido Tempo:

Nova Tradução na Linguagem de Hoje

Malaquias

3.17   O SENHOR Todo-Poderoso diz: — Eles serão o meu povo. Quando chegar o dia que estou preparando, eles serão o meu próprio povo. Eu terei compaixão deles como um pai tem compaixão do filho que lhe obedece.

3.18   E mais uma vez o meu povo verá a diferença entre o que acontece com as pessoas boas e com as más, entre os que me servem e os que não me obedecem.

CONCLUSÃO

Paulo foi escolhido de forma sobrenatural por Jesus;

Matias foi escolhido de forma precipitada e por meio humano de sorte pelos 11 Apóstolos;

Paulo desenvolveu um destacado Trabalho para o Reino de Deus e formação da Igreja de Cristo;

Matias não desenvolveu nenhum trabalho relevante e digno de registro;

Paulo escreveu grande Parte do Novo Testamento;

Matias não deixou nenhuma Obra na área da Literatura Inspirada por Deus;

Quando entro nesse ponto do Artigo sobre as Conclusões sinto-me incomodado, pois,  conhecendo a mim mesmo, preciso a cada dia buscar a Misericórdia de Deus para não ser envolvido,  pelas propensões ao Pecado, no dia a dia das diversas formas de atividades e Mídia,  desenvolvidas  e influenciadas  pelas  Astutas Ciladas do “Estrategista  do Mal”

As Palavras de Jesus nos alertam sobre ser tentado e não ser envolvido pela tentação, como afirma Lucas 22: 28, bem como,  1ª Pedro 2: 22:

Lucas

22.28   Vós sois os que tendes permanecido comigo nas minhas tentações.

1 Pedro

2.22   o qual não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca;

CONCLUSÃO FINAL

O Episódio envolvendo a escolha de Matias para ocupar o Lugar de Judas Iscariotes  mostra como a Bíblia é um Livro Enigmático por Excelência de Deus;

Querer interpretar a Bíblia Literalmente sem a preocupação de observar o que diz Números 12: 8 tem levado muitos a equívocos,  heresias e pecado;

Matias, certamente foi um Servo do Senhor com méritos por ser indicado e depois escolhido por Sorte, porém as evidências mostradas neste Artigo  não deixam dúvidas  de que a escolha de seu nome para o Ministério Apostólico foi um equívoco  de Pedro;

O equívoco de Pedro  ao tomar a iniciativa de completar o número de 12 Apóstolos  estabelecidos por Jesus, serviu para mostrar que o número de Apóstolos foi estabelecido por Deus em número de 12,  Enigmaticamente, e  definitivamente em número de 12, porém sob a escolha de Jesus;

O Martírio do Apóstolo Tiago e o NÃO preenchimento de seu Lugar não deixam dúvidas sobre o que foi exaustivamente explicado neste Artigo sobre o Ministério Apostólico da Obra do Reino de Deus;

O Ministério Apostólico que formou o Novo Testamento e as Bases da Igreja de Cristo ficou consolidado, definitivamente, com a Escolha de Paulo para ocupar o lugar de Judas Iscariotes.

Hoje podemos ver que existem muitos Servos e Servas do Senhor equivocados e precisando tomar  determinadas iniciativas,  individualmente e, ou coletivamente, como as que Esdras 10 e Neemias  13 tomaram na correção do Plano da Obra de Deus;

O Episódio do “prato de lentilhas” em que Esaú  desdenhou sua Bênção ( Gênesis 25: 34 ) tem sentido Profético para os nossos dias…

Eclesiastes

1.2   Vaidade de vaidades!  Diz o pregador, vaidade de vaidades! É tudo vaidade.

PENSE NISSO:

INDIFERENÇA E INGRATIDÃO

Sobre este Assunto acessar a Seção “O AUTOR”, no Site.

……………………………………………. X ……………………………………….

 

“Este Artigo é de inspiração posterior à Publicação do Livro anunciado”

Os Artigos do Site complementam assuntos do Livro.

Na hipótese de ser importante, SUGIRO A INDICAÇÃO  do Artigo e o SITE.

Próximos Assuntos a serem incluídos no Site, paulatinamente:

– O ENIGMA DO NOVO CÉU E NOVA TERRA

– O PROFÉTICO E ENIGMÁTICO PERÍODO EDÊNICO

– ETC

OBS: Na hipótese de concordar que o Assunto é importante, copie o endereço do Site www.assuntospolemicosdabiblia.com imprima o máximo numa folha A4, corte em pedaços, e distribua, como instrumento de fazer a Obra do REINO DE DEUS.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10 comentários para PAULO – O DÉCIMO SEGUNDO APÓSTOLO

  • vamderligia  disse:

    aprende a palavra de Deus e a coisa mas importante de nossas vidas so tenho que agradece a Deus pela sua vida. que O Senhor continue te abençoado .

  • Walleska  disse:

    Que Deus continue te usando tremendamente! Louvo a Deus pelo entendimento que tem me dado através dos seus estudos!

  • fabio  disse:

    A Paz irmão.

    Acredito que o irmão esteja equivocado. Examine apenas o capítulo 15 de 1 Corintios do versículo 1 ao 5. Você irá observar que nas próprias palavras de Paulo, ele admite integralmente a existência dos 12 , após a ascenção de Cristo foram testemunhas do Espirito Santo.

    Paulo em Galatas realmente defende seu ministério apóstolico, mas em momento nenhum se intitula como um dos 12, pois, os 12 foram as testemunhas de Cristo para Israel e Paulo foi a testemunha de Cristo para a Igreja, que até então só foi concebida depois de Atos 2.

    Um outro detalhe bem importante, a escolha não partiu de decisão humana, leia Provérbios 16:33, sendo Pedro um Judeu, orou claramente como é descrito por Lucas e posterior a isso, utilizou o que a Lei do Senhor.
    Pode ainda consulta Lv 16.8

    Lembrando ainda, o mesmo autor que descreve a eleição de Matias, descreve também a conversão de Saulo, e se a palavra atesta a própria palavra, não existe como ficarmos discordando do que está escrito.

    A Paz fica com Deus

    • Onir Francisco Damas  disse:

      Prezado Fábio

      Estou postando o seu comentário seguido das minhas respostas:

      Fábio – Acredito que o irmão esteja equivocado. Examine apenas o capítulo 15 de 1 Corintios do versículo 1 ao 5. Você irá observar que nas próprias palavras de Paulo, ele admite integralmente a existência dos 12 , após a ascensão de Cristo foram testemunhas do Espírito Santo.

      1ª Coríntios

      15.5 E apareceu a Cefas e, depois, aos doze.

      Resposta:

      Paulo por questões de respeito à escolha de Matias se refere aos doze, porém esta aparição de Jesus aconteceu antes da escolha por sorte realizada por Pedro; Paulo está fazendo uma colocação sobre MATIAS antes dele ser escolhido, quando por ocasião das aparições de Jesus, antes de sua subida para o Reino Celestial.

      Fábio – Paulo em Gálatas realmente defende seu ministério apostólico, mas em momento nenhum se intitula como um dos 12, pois, os 12 foram as testemunhas de Cristo para Israel e Paulo foi a testemunha de Cristo para a Igreja, que até então só foi concebida depois de Atos 2.

      Resposta:

      Sua colocação sobre os Discípulos antes de Atos 2 precisa ser repensada, pois eles deveriam esperar o quê aconteceu em Atos 2, porém Pedro se precipitou e não obedeceu a Ordem de Jesus, para esperar a Descida do Espírito Santo; Tudo isto eu explico no Artigo em questão;

      Afirmar que somente Paulo é Apóstolo da Igreja é um equívoco Teológico e contradiz todo o Novo Testamento;

      Defender o Apostolado de Paulo como um 13º Apóstolo, mantendo MATIAS como um dos Doze, é defender uma Heresia que está se sendo colocada em prática nos nossos dias, pela proliferação de “apóstolos”.

      Fábio – Outro detalhe bem importante, a escolha não partiu de decisão humana, leia Provérbios 16:33, sendo Pedro um Judeu, orou claramente como é descrito por Lucas e posterior a isso, utilizou o que a Lei do Senhor.
      Pode ainda consulta Lv 16.8

      Provérbios

      16.33 A sorte se lança no regaço, mas do SENHOR procede toda decisão.

      Resposta:

      Sobre a sorte realizada por Pedro não foi a decisão do Senhor como eu explico exaustivamente no Artigo, pois se fosse Ele teria orientado os Discípulos ou escolhido MATIAS quando ficou 40 dias e 40 noites com eles antes de subir para o Céu;

      Levítico

      16.8 Lançará sortes sobre os dois bodes: uma, para o SENHOR, e a outra, para o bode emissário.

      Resposta:

      Esta referência se aplica apenas para o que foi estabelecido por Deus em relação ao procedimento de Arão para entrar no Santuário, quando pela peregrinação do Deserto; Releia todo o Capítulo 16; Teologia se Estuda com contextualização;

      Fábio – Lembrando ainda, o mesmo autor que descreve a eleição de Matias, descreve também a conversão de Saulo, e se a palavra atesta a própria palavra, não existe como ficarmos discordando do que está escrito.

      Resposta:

      Tenho exaustivamente repetido que a Bíblia é um Livro Enigmático pela Excelência de Deus, e querer interpretá-la Literalmente tem sido o motivo de todos os equívocos, na sua interpretação, bem como, levado muitos a desacreditá-la, considerando que seu conteúdo está cheio de contradições;

      O Autor de Atos dos Apóstolos foi inspirado por Deus para registrar os acontecimentos à Luz do que presenciou ou pesquisou, assim como muitos dos Autores dos 66 Livros Canônicos das Escrituras, porém o Discernimento para interpretá-la está relacionado pela vontade de Deus.

      Sugiro uma leitura minuciosa do Artigo “A BÍBLIA, JESUS E O ANTICRISTO”, postado no Site, a respeito do Assunto sobre “contradições” da Bíblia.

      Fique na Paz de Jesus.

      Onir

  • carlos frederico  disse:

    Onir, boa noite e a paz do Senhor,

    Muito interessante o estudo, porém, tenho uma pergunta…Se a escolha de Pedro foi precipitada por que Jesus não o corrigiu? E quanto ao fato de Matias não ter uma descrição destacada isso não seria um equivoco de sua parte? Pois temos outros apóstolos que não tiveram também muita enfase no livro de Atos mas foram escolhidos a nome por Cristo.
    Paz.

    • Onir Francisco Damas  disse:

      Prezado Carlos

      Não tenho dúvidas de que Paulo foi o escolhido por Jesus para substituir Judas, conforme ampla exposição no Estudo;

      O fato de Pedro ter se precipitado no Episódio e não ter sido disciplinado por Jesus não cabe meu julgamento no Estudo;

      Quanto ao fato de OUTROS Apóstolos não terem se destacado e eu citar Matias que não se destacou foi apenas para servir de comparação com a escolha de Paulo que se destacou;

      O Assunto é polêmico e tem por Objetivo mostrar que no meu entendimento a Ordenação Apostólica como Doutrina em ampla execução nos diversos Sistemas Religiosos contraria o absolutamente certo.

      Fique na Paz de Jesus.

      Onir

  • Ronald  disse:

    Fantástico esse estudo, eu sempre tinha por mim que Paulo era o 12° Apostolo, seu apostolado foi incrível e forte, claro que cada um dos Apostolos teve seu valor e relevancia ministerial. É muito claro e nítido perceber que Pedro se antecipou e equivocadamente se presciptou na escolha, que na verdade nem estava autorizado. Até porque Pedro tinha a tendência de se presciptar, pois ele era tido como violento, ancioso e teimoso, exemplo foi quando ele cortou a orelha do guarda farizeu, quando também jurou que morreria por Jesus e no entanto o negou, então como Pedro era considerado líder, acredito que o ego falou mais alto e ele se presciptou. Outra coisa é tomar por sorte apenas 2 nomes, era óbvio que um dos dois apenas seria o escolhido e isto não se enquadra nos mistérios de Deus, mas a escolha de Saulo de Tarço sim.
    Parabéns pelo seu estudo, se os irmãos aqui contrários ao óbvio estudassem com mais dirssernimento e com menos teor literário, com certeza compreendeiam, a Biblia não se como um ramance qualquer, Ela é um livro sagrado e deve ser lido como tal. Mais uma vez parabéns e Deus abençoe seus estudos ainda mais. Muitos serão chamados, mas poucos são os escolhidos.

  • Janete  disse:

    Parabéns irmão Onir. Excelente revelação das escrituras.
    Pois não é o homem que escolhe ou chama e sim Deus conforme está escrito em Efésios-4:11.

  • Lucivando  disse:

    Maravilhoso esse estudo!! agradesço a Deus por orientar seus servos a ter a mente de Cristo. Pois só teremos capacidade de compreender as coisas divinas com a iluminação do Espírito Santo. Náo temos capacidade de pensar coisa alguma,como se viesse de nós mesmos,mas nossa capacidade vem de Deus (Corintios 3;5). Que o Senhor continue te orientando, irmão Onir!! A glória é pra Jesus.

    Lucivando.A de Santana – 19/09/2015.20:25.

  • Circle Langa  disse:

    Muito destro. Congratulações.

Comente

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>