SÍNDROME DE INDIFERENÇA E INGRATIDÃO

INTRODUÇÃO

Quando Jesus foi entregue a Pôncio Pilatos para ser crucificado ficou caracterizado duas situações Teológicas envolvendo tanto os Religiosos Judeus como o Povo em geral;

Os Religiosos foram os Sacerdotes e demais sectários como os Fariseus, Saduceus, Herodianos, Selotes, por exemplos;

O Povo em Geral foram  àqueles que durante cerca de três anos conheciam àquele que estava sendo “ julgado”;

A Situação Teológica que ficou estabelecida por força dos acontecimentos foram as seguintes:

SÍNDROME DE SACERDOTE  e  SÍNDROME DE INDIFERENÇA E INGRATIDÃO

A Síndrome de Sacerdote eu já tive a oportunidade de explicar através do Artigo “DESOBEDIÊNCIA SISTEMÁRICA”, no Site;

Não resta a menor dúvida no fato de que as atitudes Humanas refletem MISTERIOSAMENTE no Mundo Espiritual ocasionando conseqüências Enigmáticas na Natureza, na Vida Humana, na Vida Animal e Vegetal, e no Projeto de Deus para os Anjos, como foi o caso de Lúcifer, e como foi o caso de Adão para o Homem ( Oséias 6: 7 );

Oséias

  1. 7   Mas eles transgrediram a aliança, como Adão; eles se portaram aleivosamente contra mim.

PENSE  NISSO:

Você que está lendo este Artigo pense bem e reflita antes de tomar uma atitude humana que desagrade, ou seja, contrária ao Plano de Deus;

 SÍNDROME DE INDIFERÊNCA E INGRATIDÃO

Veja como surgiu essa Síndrome Teológica:

Inicialmente preste atenção como o Povo em geral recebeu Jesus em Jerusalém, e depois de três dias como contribuiu com parte desse Povo para a Sua Condenação, bem como  a indiferença de Outros:

João

12.12   No dia seguinte, a numerosa multidão que viera à festa, tendo ouvido que Jesus estava de caminho para Jerusalém,

Preste atenção: numerosa multidão

12.13   tomou ramos de palmeiras e saiu ao seu encontro, clamando: Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor e que é Rei de Israel!

Preste atenção: que é Rei de Israel.

PENSE NISSO

SERVIÇO SECRETO ROMANO

O Serviço Secreto Romano tinha pleno conhecimento da entrada de Jesus em Jerusalém, conhecia suas atividades desenvolvidas durante cerca de três anos, porém não o hostilizou, sabendo que JESUS não oferecia nenhum perigo para o Império Romano, pois Suas Mensagens, Milagres e atitudes eram voltados para o aspecto Espiritual Religioso, e não  Político Militar;

Entendeu?!

Ainda em Jerusalém na mesma semana,  quando  entrou ovacionado,  preste atenção  na indiferença e ingratidão que gerou uma Síndrome Teológica tanto para as Lideranças como para os liderados:

Almeida Revista e Atualizada

Mateus

27.11   Jesus estava em pé ante o governador; e este o interrogou, dizendo: És tu o rei dos judeus? Respondeu-lhe Jesus: Tu o dizes.

27.12   E, sendo acusado pelos principais sacerdotes e pelos anciãos, nada respondeu.

27.13   Então, lhe perguntou Pilatos: Não ouves quantas acusações te fazem?

27.14   Jesus não respondeu nem uma palavra, vindo com isto a admirar-se grandemente o governador.

27.15   Ora, por ocasião da festa, costumava o governador soltar ao povo um dos presos, conforme eles quisessem.

27.16   Naquela ocasião, tinham eles um preso muito conhecido, chamado Barrabás.

27.17   Estando, pois, o povo reunido, perguntou-lhes Pilatos: A quem quereis que eu vos solte, a Barrabás ou a Jesus, chamado Cristo?

27.18   Porque sabia que, por inveja, o tinham entregado.

Preste atenção: por inveja

27.19   E, estando ele no tribunal, sua mulher mandou dizer-lhe: Não te envolvas com esse justo; porque hoje, em sonho, muito sofri por seu respeito.

Preste atenção: A Esposa de Pilatos como muitas Mulheres da Cidade sabiam ser Jesus um Justo. ( Lucas 8: 3 ):

Lucas

8.3   e Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, Suzana e muitas outras, as quais lhe prestavam assistência com os seus bens.

27.20   Mas os principais sacerdotes e os anciãos persuadiram o povo a que pedisse Barrabás e fizesse morrer Jesus.

27.21   De novo, perguntou-lhes o governador: Qual dos dois quereis que eu vos solte? Responderam eles: Barrabás!

27.22   Replicou-lhes Pilatos: Que farei, então, de Jesus, chamado Cristo? Seja crucificado! Responderam todos.

27.23   Que mal fez ele? Perguntou Pilatos. Porém cada vez clamavam mais: Seja crucificado!

Preste atenção: que mal fez ele? – esta colocação de Pilatos é uma prova de que o Serviço Secreto Romano tinha a “ficha” de Jesus e Pilatos tinha pleno conhecimento.

27.24   Vendo Pilatos que nada conseguia, antes, pelo contrário, aumentava o tumulto, mandando vir água, lavou as mãos perante o povo, dizendo: Estou inocente do sangue deste [justo]; fique o caso convosco!

27.25   E o povo todo respondeu: Caia sobre nós o seu sangue e sobre nossos filhos!

Prestem atenção: Caia sobre nós o seu sangue e sobre nossos filhos

27.26   Então, Pilatos lhes soltou Barrabás; e, após haver açoitado a Jesus, entregou-o para ser crucificado.

27.27   Logo a seguir, os soldados do governador, levando Jesus para o pretório, reuniram em torno dele toda a coorte.

27.28   Despojando-o das vestes, cobriram-no com um manto escarlate;

27.29   tecendo uma coroa de espinhos, puseram-lha na cabeça e, na mão direita, um caniço; e, ajoelhando-se diante dele, o escarneciam, dizendo: Salve, rei dos judeus!

27.30   E, cuspindo nele, tomaram o caniço e davam-lhe com ele na cabeça.

27.31   Depois de o terem escarnecido, despiram-lhe o manto e o vestiram com as suas próprias vestes. Em seguida, o levaram para ser crucificado.

PARA REFLEXÃO

A Indiferença e Ingratidão se processam  em muitas atitudes do comportamento Humano;

A Indiferença e ingratidão são influenciadas pelo Estrategista do Mal, e precisa ser tratada de forma espiritual observando os preceitos do Amor Divino, para não se deixar envolver e contaminar-se;

Neste Estudo estou ousando mais uma vez e abordando as atitudes dos Religiosos Judeus, bem como, as atitudes das demais pessoas que  levaram Jesus à Crucificação, como também as demais que nada fizeram em Seu favor, isto é, os indiferentes e ingratos;

Tudo o que se relacionou com Jesus desde o seu nascimento até a Sua Morte e Ressurreição  geraram motivos de Bênçãos nos episódios Positivos, e Maldição nos Episódios Negativos;

Meu principal Objetivo neste Estudo é mostrar que a atitude Negativa, tanto dos Religiosos como dos seguidores,  que levou Jesus  à  Crucificação gerou uma Maldição que o Estrategista do Mal administra naqueles que se deixam influenciar em relação às circunstâncias que envolvem o Reino de Deus;

Ver o Tópico “O ESTRATEGISTA DO MAL”, na página 37 e 38, no Livro, no Site.

Essa Atitude Negativa tem por designação  “Síndrome de Indiferença e Ingratidão”. As pessoas que optaram pela morte de Jesus foram INDIFERENTES e INGRATAS; Elas conheciam Jesus que esteve em Jerusalém mais de uma vez, e por várias vezes e por muitas horas O ouvia  e viram os seus Milagres, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia;

Se por um lado os Sacerdotes e Sectários Religiosos dos Judeus, que por inveja, levaram Jesus à Crucificação, gerando a Síndrome de Sacerdote, por outro lado, as Pessoas do Povo em Geral,  geraram a Síndrome de Indiferença e Ingratidão;

Meu Site não existe para agradar as pessoas, e sim para incomodar as pessoas levando-as a uma Reflexão;

Muitos me odeiam como posso sentir por Comentários, que nem todos os tenho postado; Sobre esses peço a Deus Misericórdia;

Certamente este Assunto não agrada e não é bem aceito ou entendido pela sua natureza Espiritual;

Não faço Proselitismo. Meu objetivo é a Verdade;

PENSE NISSO:

Desta forma, e para um melhor entendimento deste Artigo, segue  outro Assunto sobre o comportamento das pessoas no Episódio da Crucificação de Jesus para mostrar como uma atitude coletiva se transforma em Maldição:

Os próprios Judeus promulgaram a sua Maldição e de seus descendentes:

Mateus

27.25   E o povo todo respondeu: Caia sobre nós o seu sangue e sobre nossos filhos!

Os Judeus e descendência a partir da Crucificação de Jesus ficaram, MISTERIOSAMENTE, sobre Maldição,  conforme palavras de Jesus em:

Lucas

23.28   Porém Jesus, voltando-se para elas, disse: Filhas de Jerusalém, não choreis por mim; chorai, antes, por vós mesmas e por vossos filhos!

A partir do Episódio da Crucificação de Jesus a História nos mostra como o Povo Judeu tem sofrido e chorado; Este sofrimento somente chegará ao fim quando os Judeus clamarem por socorro no final da Grande Tribulação, provocando a Volta de Jesus que será finalmente recebido como o Messias;

Zacarias

12.10   E sobre a casa de Davi e sobre os habitantes de Jerusalém derramarei o espírito da graça e de súplicas; olharão para aquele a quem traspassaram; pranteá-lo-ão como quem pranteia por um unigênito e chorarão por ele como se chora amargamente pelo primogênito.

Apocalipse

1.7   Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até quantos o traspassaram. E todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Certamente. Amém!

Zacarias

14.9   O SENHOR será Rei sobre toda a terra; naquele dia, um só será o SENHOR, e um só será o seu nome.

SÍNDROME

Síndrome é um conjunto de sintomas que caracterizam uma patologia, que em Medicina quer dizer “doença”.

Durante o Período da Perfeição não havia “SÍNDROME”;  A Síndrome é uma conseqüência da entrada do Mal no Mundo; Ver o Artigo  “A Origem do Mau”,  no Site;

Por comparação Teológica  “Síndrome de Indiferença e Ingratidão”  é um comportamento coletivo na Obra do Reino de Deus, influenciado pelo estrategista do Mal, em relação àquele ou àqueles que por dedicação proporcionam Bênçãos;

É perfeitamente natural numa coletividade os exemplos isolados de indiferença e ingratidão, porém quando uma coletividade na sua quase totalidade se mostra indiferente e ingrata em relação à algo ou à alguém, na Obra do Reino de Deus, então fica caracterizado uma Síndrome Teológica;

MISSÕES

Um dos exemplos mais evidentes de Indiferença e Ingratidão  está no trato com o Trabalho Missionário;

Causa-me espanto como os Missionários sofrem pela indiferença e ingratidão na Obra do Reino de Deus;

Estou ousando abordar o exemplo de Missões pelo fato de que não é desconhecida  as condições desfavoráveis daqueles que se propõem seguir o Idem Teológico;

Certa vez estava visitando uma Igreja e presenciei uma Missionária tendo uma  oportunidade no Culto e ao final pediu  aos presentes que a ajudassem adquirindo uns adesivos;

Eu tenho um que deixei em minha Bíblia para sempre me lembrar daquele Episódio, somado a tantos outros que tenho  presenciado, e tomado conhecimento através de literaturas;

É  bem verdade que existe uma desacerbada situação envolvendo literatura, CD e outros produtos envolvendo a Obra do Reino de Deus, porém o Sábio sempre saberá discernir entre o necessário e o desnecessário, o justo e o não justo;

APRIMORAMENTO ESPIRITUAL

O Objetivo deste Artigo é levar o Leitor a uma Reflexão sobre seu comportamento no trato com as diversas situações relacionadas com o  Social e principalmente com o trato das diversas situações na Obra do Reino de Deus;

Posso afirmar que todo o indiferente e ingrato na Obra do Reino de Deus nunca terá oportunidade de experimentar o Sobrenatural de Deus, e no melhor dos casos, apenas emoções;

Mateus 7: 21 a 23

21 = “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus”.

22 = “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas?”

23 = “E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade”.

Teologicamente, no meu entendimento, “iniqüidade” está relacionada com a ação do iníquo = Satanás = cujo pecado de sua “queda”, começou pela desobediência.

No que diz respeito à Palavra de Deus  e  o Episódio do Julgamento e Crucificação de Jesus,  o Juízo e as conseqüências malditas, que se sucederam sobre o Povo Judeu,  encontram explicação na referência de Lucas 12: 47 e 48:

Lucas

12.47   Aquele servo, porém, que conheceu a vontade de seu senhor e não se aprontou, nem fez segundo a sua vontade será punido com muitos açoites.

12.48   Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de reprovação levará poucos açoites. Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão.

PARA REFLEXÃO

Em muitos dos meus Artigos tenho enfatizado o detalhe de que a TEOLOGIA  é uma Ciência;

Porém, é uma Ciência dos Enigmas de Deus, conforme Ele afirma em Números 12: 8;

Números

12.8   Boca a boca falo com ele, claramente e não por enigmas; pois ele vê a forma do SENHOR; como, pois, não temestes falar contra o meu servo, contra Moisés?

Precisa ficar entendido que a TEOLOGIA  é dinâmica e com a multiplicação da Ciência conforme profetizado em  Daniel 12: 4, através da Arqueologia e todas as demais Ciências multiplicando-se, necessário se faz aprofundar os Estudos Teológicos, adequando-os  à Palavra de Deus, PORÉM tomando os devidos cuidados em relação às interpretações Científicas;

Almeida Revista e Corrigida

Daniel

12.4   E tu, Daniel, fecha estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará.

Todos os meus Estudos Teológicos foram baseados nos Teólogos que primaram pela Verdade;

Eu tenho dado a minha interpretação procurando aprofundar os Assuntos acompanhando os avanços Arqueológicos e Científicos, com a devida cautela em face das distorções pelas conveniências;

Tenho usado o direito que a Constituição do Brasil  dá em relação ao Livre Pensamento dentro do respeito às referidas Normas Constitucionais;

Os Teólogos do  princípio do Século Passado, que estão com o Senhor, e que influenciaram as Doutrinas das principais Religiões Evangélicas, certamente se escandalizariam com a descaracterização do Cristianismo, conforme hoje se vê.

Marketing  Religioso procura acomodar essa descaracterização procurando atender as conveniências em prejuízo da Verdade;

A ignorância de nada vale. Os Homens têm o direito de investigar, pesquisar e prestar relatório de suas descobertas, como ponto de partida para maiores aprofundamentos, ou, refutação fundamentada.

CONCLUSÃO

O Estrategista do Mal sempre está por trás dos Episódios Negativos que envolvem a conduta Humana; Ele forçou a natureza humana de Jesus para levá-Lo à Queda, como fez com Adão e Eva, no Éden;

Foram três tentativas conforme nos mostram as Escrituras em Lucas 4: 1 a 13, sendo que a referência em Lucas 4: 13 fica evidente a afirmação de que ele se ausentou de Tentar a Jesus por algum tempo, esperando uma nova oportunidade;

Almeida Revista e Atualizada

Lucas

4.13   Passadas que foram as tentações de toda sorte, apartou-se dele o diabo, até momento oportuno.

Sua penúltima tentativa aconteceu no Episódio do Julgamento quando conseguiu influenciar pela inveja e indiferença e ingratidão tanto os Religiosos, como o Povo em Geral;

Tendo conseguido seu intento pela Crucificação sua última e derradeira tentativa de levar Jesus à Queda foi pela influência sobre seus detratores, e através da aplicação de severo  Martírio, imposto Àquele que apesar de ser 100% Divino era também 100% humano;

Sobre a Humanidade e Divindade de Jesus ver o Artigo “O ENIGMA DO NASCIMENTO DE JESUS”, no Site.

Jesus, porém suportou tudo e Venceu o Mau;

O Mau (Antideus) é o contrário do Bom ( Deus)

Porém o Mau produziu o Mal;

O Mal é conseqüência do Mau.

Ver o Artigo “A ORIGEM DO MAU”, no Site.

O Mal é conseqüência das atitudes Negativas do ser Humano, adquiridas por Adão através da Contaminação no Jardim do Éden; Todo o Episódio do Julgamento e Crucificação de Jesus gerou Bênçãos e Maldições, conforme as referências citadas neste Artigo;

As Bênçãos estão amplamente especificadas na Bíblia pela Salvação do derramar do Sangue  de Jesus àqueles que O aceitam como seu Único e Eterno Salvador; A Salvação pelo Sangue de Jesus tem sido amplamente mostrada pela interpretação do Velho Testamento e Confirmado pelo Novo Testamento, através da Igreja de Cristo, ao redor do Mundo;

Quanto as Maldições que o Episódio do Julgamento e Crucificação de Jesus gerou este Artigo tem como Objetivo mostrar  a Síndrome de Indiferença e Ingratidão, através das considerações apresentadas,

CONCLUSÃO FINAL

As Promessas de Bênçãos e as Maldições promulgadas por Deus a Abraão em Gênesis 12: 3 acompanham todos os que estão sob o Projeto da Salvação em Cristo Jesus:

Gênesis

12.3   Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra.

Deus escolheu Abraão, que gerou Isaque, que gerou Jacó, que gerou as doze Tribos de Israel, que formou no Egito o Povo que deu origem no Deserto a Nação de Israel, que possibilitou no devido tempo o nascimento de Jesus e a Salvação pelo Seu Sangue na Cruz do Calvário;

A “Máxima” Espiritual pronunciada por Deus a Abraão acompanha todos os que estão em Cristo Jesus:

“abençoarei os que te abençoarem, e…

As nossas atitudes na Obra do Reino de Deus devem ser cuidadosamente analisadas através do Conhecimento, Entendimento e Discernimento para não sermos influenciados pelas astutas ciladas do Estrategista do Mal;

Almeida Revista e Corrigida

Efésios

6.11   Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo;

Podem parecer esdrúxulas estas minhas colocações sobre Indiferença e Ingratidão;

O Profeta Oséias se vivesse nos nossos dias, diante da descaracterização do Cristianismo,  certamente diria o seguinte:

Oséias

4.1   Ouvi  a  palavra do SENHOR, vós, filhos de Israel, porque o SENHOR tem uma contenda com os habitantes da terra, porque nela não há verdade, nem amor, nem conhecimento de Deus.

4.6   O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.

6.6   Pois misericórdia quero, e não sacrifício, e o conhecimento de Deus, mais do que holocaustos.

Preste Atenção: “pois misericórdia quero, e não sacrifício”

O principal Objetivo deste Artigo é mostrar que:

A INDIFERENÇA E INGRATIDÃO na Obra do Senhor geram conseqüências ruins.

……………………………………………. X ……………………………………….

“Este Artigo é de inspiração posterior à Publicação do Livro anunciado”

Os Artigos do Site complementam assuntos do Livro.

Na hipótese de ser importante, SUGIRO A INDICAÇÃO  do Artigo e o SITE.

Próximos Assuntos a serem incluídos no Site, paulatinamente:

– O ENIGMA DO NOVO CÉU E NOVA TERRA

– O PROFÉTICO E ENIGMÁTICO PERÍODO EDÊNICO

– ETC

OBS: Na hipótese de concordar que o Assunto é importante, copie o endereço do Site www.assuntospolemicosdabiblia.com imprima o máximo numa folha A4, corte em pedaços, e distribua, como instrumento de fazer a Obra do REINO DE DEUS.

 

 

4 comentários para SÍNDROME DE INDIFERENÇA E INGRATIDÃO

  • Angélica  disse:

    Que Deus o abênçõe a cada dia mais irmão Onir….maravilhoso esse artigo !!!! Mais um presente que recebemos do céu através de sua vida de dedicação a Deus…..muito obrigado !!!!

  • Altamir  disse:

    Olá irmão , conheci seu site a pouco tempo , ele tem me abençoado bastante, pois assim como disse o apóstolo Paulo : ¶ A vós, irmãos, não vos pude falar como a homens espirituais, mas como a carnais, como a criancinhas em Cristo.
    Eu vos dei leite a beber, e não alimento sólido que ainda não podíeis suportar. Nem ainda agora o podeis, porque ainda sois carnais.

    1 Coríntios 3:1-2
    Tenho plena certeza que quem quiser e for dado oportunidade de crescer em Cristo irá entender o que você tem exposto no site , que o Espirito do Senhor nos dê entendimento para compreender seus mistérios em Cristo.

  • MARTA JOYCE  disse:

    Estou maravilhada com seus estudos. Existem muitos ensinamentos bíblicos que infelizmente nossos líderes não ousam se quer mencionar. Como é maravilhoso aprendermos mais sobre o nosso DEUS, conhecermos nosso criador de uma forma mais profunda… muitas vezes pecamos por falta desse conhecimento. Que o Senhor Jesus Cristo continue te abençoando. Obrigada por compartilhar, por ousar falar verdades espirituais de forma tão simples e que qualquer pessoa por mais leiga que seja possa entender.

  • roberto dasilvasantos  disse:

    muito feliz por esses estudos que Deus abençoe sempre.

Comente

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>